Dominatrix de 83 anos

Catherine, Dominatrix de 83 anos diz:
“Nunca aceitei dinheiro, para mim é puro prazer”.

Paris – Dominatrix por paixão, Catherine Robbe- Grillet foi a dominatrix mais conhecida da França, uma profissional que nunca quis dinheiro e sempre fez o seu trabalho por puro prazer.
Sophie Marie Catherine Robbe-Grillet nasceu Rstakian 24 de setembro de 1930 em Paris. Ela cursou o ensino médio em Paris, em uma instituição religiosa (Notre-Dame de Sion), e em seguida, ela se juntou à School of Business and Economics (HEC)

Ela conheceu em 1951 Alain Robbe-Grillet, um escritor e também agrônomo, durante uma viagem à Turquia. Ele já no início de sua relação apresentou a ela as práticas sado masoquistas. Ela inicialmente experimentou na pele a posição de submissa, para alguns anos mais tarde se realizar como dominatrix . Ela se casou com 23 de outubro de 1957 . Após ser atriz de teatro e cinema ela se dedica a publicação de livros sobre BDSM . Sob o pseudônimo de Jean de Berg , ela escreveu primeiro The Image (Editions de Minuit , 1956), histórias sado masoquista baseadas nas noitadas de encontros BDSM, que foi censurado duas vezes . Foi decretado que não poderia ser de fantasias femininas. Algumas pessoas foram tão longe como dizer que o livro tinha sido escrito por um homem.

Suas relações íntimas com Alain Robbe-Grillet sempre foram muito inconstantes, mas com transparência: cada um contando ao outro os detalhes de seus próprios casos extraconjugais. Ela descreveu seu casamento como “uma relação sexual e emocional que floresceu tanto, mas não serve para todos”

Catherine hoje vive em um castelo do século XVII na Normandia com Beverly Charpertier, a sua submissa de 51 anos de idade.
“Eu tenho a necessidade de ser livre. E é importante que todas as pessoas que venham se relacionar comigo saibam antecipadamente que eu faço unicamente pelo MEU prazer” Diz Caherine em uma entrevista a revista.
A mesma filosofia para a sua submissa que declara: “Eu entreguei a ela a minha alma e o meu corpo. Ela faz aquilo que quer e onde quiser, conforme os seus desejos. O prazer dela é o meu prazer”.
“A prática do sadomasoquismo é muito delicada e para praticá-la é preciso saber dos próprios limites. Caso contrário se corre o risco de ferir gravemente ou até mesmo matar alguém.”_ Afirma a Dominatrix.

Entre todos os homens que estiveram aos seus pés, ela se recorda de um que quis marcar em seu corpo as iniciais de seu nome e ela assinou a carne do mesmo com o seu cigarro, e depois de 20 anos ela repetiu o gesto por que o sinal estava desaparecendo.
Catherine continua como organizadora de grandes eventos BDSM onde é a anfitriã de seus convidados Bdsmers.
Quando questionada sobre a diferença entre amor baunilha e BDSM ela responde com a seguinte pergunta:
“_Ninguém me faz acreditar que em uma relação baunilha não tenha um que tenha mais poder sobre o parceiro. E a paixão total na pessoa amada não é uma forma de escravidão?”
Fechando este texto vos deixo com a seguinte frase de Catherine:
“Todas as fantasias eróticas são aceitáveis. O problema é que foram fixadas regras pela sociedade e tudo que está do lado de fora é considerado anormal.”

Traduzido por Afrodite les folies
Fontes:
http://www.leggo.it/NEWS/ESTERI/catherine-a-83-anni-dominatrice-sadomaso-quot-non-ho-mai-accettato-soldi-per-me-egrave-un-piacere-quot/notizie/443851.shtml
http://fr.wikipedia.org/wiki/Catherine_Robbe-Grillet
http://www.gabbia.com/boudoir/25/05/2010/catherine-robbe-grillet/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s