Pular para o conteúdo

Voyeurismo

Uma atitude sexual que explora as qualidades mais versáteis do ser humano: a curiosidade e a imaginação.

O Voyeur gosta de olhar para corpos nus ou seminus, envolvidos em relações sexuais ou dedicados a se masturbar ou ser tocados por um ou mais parceiros. Pode ser uma observação puramente passiva, apenas para voltar a atenção para o que há de mais íntimo com a pessoa observada, como se fizesse parte do quadro, embora não ativamente, por prazer, para gozar de uma excitação contida.

Ou, mais comumente, o observado é o objeto e sujeito da masturbação do voyeur e assim se torna sua inspiração, sua jornada erótica, desfrutada ao máximo, realizada em um abraço libertador, onde realidade e imaginação se fundem em uma orgia de sensações.

Para além de todas as suas evoluções históricas que deixam o tempo a encontrar, para além das formas definidas como desvios, talvez, mais simplesmente como muitas das experiências mais emocionantes, o voyeurismo é também enfatizado pela quebra de um tabu. Poderia ser o clássico “olhe, mas não toque” que torna tudo mais envolvente? Será o prazer de não poder participar de um relacionamento e aí permanecer como observador? Espectador de um jogo de casal íntimo mas não envolvido, como que para não profanar tudo, ausente mas presente, como um titereiro que controla um fantoche com fios finos. Talvez seja isso que torne algo puramente físico mental.

Quem realmente não é? Quem não se sente um pouco Voyeur às vezes? Nos pegamos percebendo os detalhes dos movimentos do parceiro, a maneira como ele gesticula, se despe, leva o copo à boca. Não é alguma forma de voyeurismo? Desfrutar de prazer em observar, morder o lábio enquanto observa alguém que estimula a nossa imaginação. Como em muitos outros casos, o sexo não é apenas um ato físico, a masturbação não é apenas aquilo que é feito conscientemente para tal.

E não devemos esquecer que também há gosto por quem é observado. Sem ser tocado, torna-se objeto de uma fantasia perturbadora, de alguma forma violada por um olhar impudente. Mas esta é outra história, é outro jogo, com outros protagonistas.

Situações de voyeurismo pode ser inúmeras, observar seu parceiro, tomar banho ou se masturbar também entra como forma de voyeur. Não somente observar pessoas fazendo sexo.

Seria observar pessoas enquanto elas fazem determinadas coisas que para o observador são excitantes, um potente estimulante físico e mental.

Isto te excita?

Beijos da Afrodite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: