Pular para o conteúdo

Paris de je t’aime moi non plus

Amor libertino


Sim, eu te amo!
Oh sim eu te amo
não demais
Oh meu amor
como a onda irresoluta
Eu vou, eu vou e eu venho
Eu vou e eu venho
entre suas coxas
Eu vou e eu venho
E eu me seguro
Sim, eu te amo!
Oh sim eu te amo
não demais
Oh meu amor
você é a onda, minha ilha nua
você vai, vai e vem
entre minhas coxas
você vai e você vem
entre minhas coxas
e eu te acompanho
Sim, eu te amo!
Oh sim eu te amo
não demais
Oh meu amor
O amor físico não tem saída
Eu vou eu vou e eu venho
Eu vou e eu venho
entre suas coxas
E eu me seguro
Não! agora vem

Sim, falar de Paris França logo vem em mente a música Je t’aime moi non plus e toda a sensualidade, erotismo e amor envolvido por anos em muitas músicas e filmes franceses. E inspirando lindas histórias de amor. Mas, você sabia que na França existem mais ou menos 500 locais de troca de casais? Quase todos eles se encontram na capital.

O Les Chandelles Sex Club e o Le Mask são os mais famosos, com salas de orgias, onde as mulheres são as que dão o primeiro passo, elas que decidem. E o prazer feminino está em primeiro lugar!

Clube de sexo les chandelles

Uma bela mulher nua exceto por um par de imaculados Christian Louboutins, geme em êxtase em um mar de corpos. Bem-vindo ao ‘Les Chandelles’, o clube de sexo mais exclusivo de Paris, a poucos passos do museu do Louvre.

A capital francesa consolidou sua fama de Cidade do Amor, com os resultados do estudo ‘Ifop’, segundo o qual um quarto dos parisienses faz sexo em grupo e um em cada seis entrevistados admitia ter trocado de parceiro em um clube. Além disso, cada um teve em média 19 parceiros na vida, quase o dobro dos britânicos.

Interior Les Chandelles

Para entrar em ‘Les Chandelles’, os homens devem usar ternos elegantes e as mulheres saias femininas e salto alto. Para garantir o anonimato, carteiras, bolsas e telefones são apreendidos na entrada. O valor da entrada é de 92 euros por casal, depois de 22 euros por bebida, pagos através de cartão especial. No bar você pode beber à luz de velas, bater um papo, dançar como em uma boate normal. Na “brinquedoteca” além do corredor, tudo muda. Lá dentro, casais fazem orgias, outros podem assistir (Voyeur) ao show alheio de fora.

Os homens têm quase todos mais de 40 anos, as mulheres são mais jovens, entre 20 e 30 anos. O caso clássico é de homens ricos que vão a essas festas com suas amantes e deixam suas esposas em casa. Eles nem mesmo tiram a aliança de seu dedo. No clube, discrição e consentimento são as primeiras regras, por isso é frequentado por milionários, músicos e políticos.

O clube Le Mask

Ele não dá informações confidenciais, ele se permite no máximo o nome, e a frase: “O que você faz da vida?” tem um significado completamente diferente, significa vida sexual, não vida profissional. Situado à dez minutos de ‘Les Chandelles’ este é o ‘Le Mask’. que tem clientes mais jovens. A entrada aos sábados custa 78 euros por casal. O preço inclui duas bebidas e duas máscaras, para remover quaisquer inibições. Lá dentro, há camas em todos os lugares e bastões de pole dance nos cantos. Na cave existem ‘brinquedos’ e correntes para os gostos mais extremos.

Paris e a luz vermelha

Também há muita prostituição em Paris. O distrito da luz vermelha é a Rue Saint-Denis, que está repleta de sex shops. De acordo com a pesquisa ‘Ifop’, 38% dos parisienses já estiveram com uma profissional do sexo, 20% se declaram gays ou bissexuais. O sexo é feito rapidamente, mesmo no primeiro encontro, sem problemas morais e sem rituais de primeiro encontro. Então, se o sexo for bem, você pode pensar em começar um relacionamento.

Estes são os clubes mais conhecidos. O romantismo existe na atmosfera de Paris. Mas a sexualidade definitivamente é bem presente e o estilo liberal faz parte da vida de muitos casais.

Obviamente existe uma cultura bem diferente da nossa em diversos sentidos. Obviamente no Brasil você deve conhecer ou já ouviu falar de boates deste gênero. A diferença aqui está na maneira como é divulgado, frequentado etc. Não que os clubes no Brasil não tenham suas regras. Alguns são bem exclusivos e só podem ser frequentados sob certas exigências socias e financeiras.

Mas o tabu no Brasil por incrível que pareça ainda é muito maior que na Europa em geral. No Brasil pratica-se muito sexo liberal mas ainda vivemos em uma sociedade conservadora. O intuito do artigo aqui não é chocar as almas românticas, por favor, tudo o que se é combinado entre um casal pode ser a receita para um relacionamento longo e feliz. Basta que os dois estejam em sintonia, seja para uma relação monogâmica ou uma mais liberal. O importante é os dois estarem livres para viverem suas fantasias intensamente dentro do que acreditam ser válido para o casal.

Fica a dica.

Beijos Afrodite

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: