Amor Intenso Amor – Capítulo 15

Volto para a cozinha e Lais tinha já preparado uma salada com burrata*(Queijo cremoso em formato redondo como a tradicional mozzarella italiana) * e tomate. 

Ela está terminando de servir sua taça e me encara:

Ela está terminando de servir sua taça e me encara:

_ Oh! céus! Tenho que ir para minha casa? Ele está vindo aqui te fazer gritar a noite toda?

Dou uma risada e tento disfarçar:

_ Imagina! Por que está pensando algo do tipo? Ele está viajando, apenas nos falamos um pouco. E voltaremos a falar mais tarde com mais calma.

Ela ergue uma sobrancelha e me provoca:

_ Bom, ainda bem que tem o quarto de hóspedes do fundo. E suas paredes têm proteção contra barulho. Pois imagino que vai rolar um sexo virtual arrebatador. Como vocês dois são safados! Adoro tudo isto.

_ Lais, você é uma pervertida! Tentarei ter mais informações dele mais tarde. Mas já descobri que os homens que estão me seguindo, vigiando seja o que for, são homens dele. Ele pediu desculpas, disse que não queria me assustar com tudo isto. Que ele, por conta dos negócios, é alvo de inimigos. E o fato dele estar interessado em mim poderia de alguma forma me colocar em risco. Bom, eu não sei ainda muito bem o que pensar sobre isto. Mas tentei não demonstrar isto a ele. Eu disse que fiquei sim chateada já que ele não me falou nada antes, que ele devia ter me explicado e proposto “proteção” e eu decidiria se queria ou não. Eu disse que ignoraria por enquanto esta parte ruim e me concentraria no fato que ele se preocupou comigo.

_ Leona, eu estou pasma! Não estou te reconhecendo, se fosse qualquer outro homem você teria mandado ele ir para o quinto dos infernos. Mas você está tentando, não estou dizendo que seja errado, você tem que seguir seu coração. Só que ele pode estar mentindo…

_ Sim Lais, eu sei disto. Estou com os dois pés atrás. Mas também não quero deixar de aproveitar o que posso ter com ele por medo. Estou muito cansada de ficar com desconhecidos para me auto afirmar, para provar para mim que sou boa o bastante! Eu só quero aproveitar com alguém que tenha sintonia comigo…

_ Amiga, dá para ver que vocês possuem sintonia e muito tesão um no outro, isto com certeza! Não se preocupe, descobriremos se ele está mentindo. Eu fico feliz de verdade por você estar vendo tudo por um outro ponto de vista. Você merece ser feliz de verdade Leona.

Ela me abraça e sinto seu soluço. Então eu digo:

_ Também te amo, sua chorona! Obrigada por cuidar de mim eu também sempre cuidarei de você!

_ Chega Leona, estou muito emotiva e a culpa é sua!

Agora provoco ela para sairmos deste clima sentimental.

_ Eu? Por acaso me chamo Paolo? Ele está te fazendo sentimental.

Ela estreita o olhar e me mostra o dedo do meio. Caímos na risada.

Lais sempre foi minha amiga desde a faculdade. Ela soube tudo sobre o meu ex, sobre o meu casamento. Ela foi me visitar na Rússia. Nos encontrávamos em Paris algumas vezes e ela sempre tentou me ajudar. Mas eu tinha medo por minha vida e não queria a vida dela em risco também, pois se o Russo descobrisse seria capaz de tudo para eliminá-la.

Quando me separei, ela ficou comigo em Roma por uns meses, depois fomos para Milão. Cansadas do agito, viemos para a Região de Como, mais precisamente na região do Lago de Garda. Faz alguns meses que trabalhamos para a mesma empresa, mas em escritórios e áreas diferentes, quase nunca nos encontramos durante o trabalho por ser longe uma da outra. Ela cuida da mídia e marketing do grupo e eu vendo e decoro casas para milionários esnobes em toda Europa. Tê-la ao meu lado foi uma benção desde o início.

Após o jantar eu fui para o quarto, tomei um longo banho e fiquei revendo projetos no meu tablet. Lais estava no quarto de hospedes, disse que ia ver séries e beber vinho até adormecer. Queria estar relaxada para amanhã encontrar com o Paolo.

Reviso alguns projetos, levanto a minha cabeça e olho para o espelho à minha frente. Estou com um roupão escondendo minha arma contra o Lucca. Sorrio para o meu reflexo.

Alguns minutos depois ele me chama

Alguns minutos depois ele me chama. Atendo a vídeo chamada e contenho minha reação. Ele está exatamente como imaginei, molhado, com uma toalha em volta da cintura. E um sorriso safado naquela cara linda. Seus olhos pareciam ainda mais claros adornados por seus cabelos escuros. Seu corpo bem definido não deixa nada a desejar e suas pequenas tatuagens estratégicas, acrescentam um charme dos infernos!

 Seu corpo bem definido não deixa nada a desejar e suas pequenas tatuagens estratégicas, acrescentam um charme dos infernos!

Maldição como ele é bonito. Ele alisa o peito e me encara dizendo:

_ Buona notte delícia. *Boa noite*

Sorrindo me levanto lentamente, devagar vou tirando meu roupão. Por baixo apenas uma fina lingerie transparente toda vermelha. Me sento novamente na cadeira posicionado o tablet na cômoda das minhas makes up, dando a ele uma vista completa do meu corpo. Eu estou usando fones, não queria correr risco de a Lais escutar algo.

Eu sussurro no microfone:

_ Buona notte Lupo. Sei pronto per la tua punizione?

* Boa noite Lobo. Está pronto para sua punição?*

Ele sorri, acende o cigarro e bebe um longo gole do líquido âmbar que eu tanto amava. Ele se levanta e liberta sua ereção acariciando com suas mãos. Ele se aproxima da câmera e posso ver as veias inchando. Ele fala:

_ Eu estou sempre pronto para você, Leona.

Eu sorrio e começo meu plano. Compartilho uma música com ele.

“…Em suas mãos está o meu coração

E ela não vai me deixar ir até que esteja cheio de cicatrizes.

Tentei implorar, mas não posso

Porque as cinzas me deixam como condenado

Chegou a tocar como um espinho

Porque no mato ela está escondendo chifres

Ela tem sangue frio como gelo

E seu coração de pedra

Mas ela me mantém vivo

Ela é a besta em meus ossos

Ela consegue tudo o que quer

Quando ela me pega sozinho

Como se fosse nada

Ela tem dois pequenos chifres

E eles me machucam um pouco…”

Eu o encaro e ordeno

_ Dance para mim agora!

Ele sorri divertidamente e aumenta o volume da música. Ele move seu corpo lentamente, acariciando sua ereção. Eu não facilito, começo a me alisar me divertindo com seus movimentos insinuantes. Seu sorriso safado é convencido. Eu tinha que quebrá-lo, então eu ordeno:

_ Sente-se! Agora, quero que você mantenha seus olhos de mim e em hipótese alguma se toque!

Divertida, eu tiro a diaba em mim e provoco-o, mostrando meus seios alisando-os, beliscando meus mamilos. Eu posso ver seu pau pulsando e isto me excita ainda mais.

Abro minhas pernas e afasto minha calcinha, brinco com meus dedos por baixo da renda. Me levanto e viro de costas dando a ele uma bela visão da minha bunda enquanto eu tiro as meias da cinta liga. Me viro e ele está praticamente salivando. Ele abre a boca para falar algo e eu faço sinal de silêncio. Ele sorri e entra no jogo. 

Eu me viro, tiro lentamente minha calcinha. Sento novamente e me abro o máximo, ele se aproxima ainda mais da tela, morde os lábios e me mostra sua língua, que em um passado não tão distante, me fez perder a noção do tempo. Eu sorrio, mas ainda não tenho o bastante. Alcanço um vibrador na gaveta e começo a passá-lo lentamente no meu clitóris e depois introduzo o mais fundo que posso. Agora meus dedos estão no clitóris. 

E meus quadris estão descontrolados, olhar ele ali me desejando, sua ereção pulsando me deixa insana. Eu estou segurando o grito na garganta, não quero que toda minha vizinhança me escute, e principalmente Lais ao fundo do corredor.

Eu olho para ele antes de gozar intensamente desejando ele dentro de mim. Quando recupero o fôlego, digo a ele:

_ Quero você ajoelhado, já que antes disse que te coloquei de joelhos pelo que está sentindo. Quero você se tocando como se estivesse dentro de mim.

Ele cai de joelhos e se toca desesperadamente olhando para mim. E neste momento o calor volta para o meu corpo. A visão é deslumbrante. O olhar lascivo que ele faz enquanto me encara na câmera, me deixa sem fôlego. E eu me vejo com o vibrador aceso novamente, minhas pernas tremem, meu íntimo treme. Mordo com força meus lábios e sinto que se não estivesse sentada eu cairia pela força que o orgasmo veio ao vê-lo explodir seu gozo denso em suas mãos pingando abundantemente no tapete.

Ele me olha ainda ofegante e me fala:

_ Você é realmente uma diaba e eu estou perdido porque quero este inferno!

Eu o encaro divertida. Tentando manter um pouco da minha sobriedade, pois acabei de tomar uma dose muito forte do Lucca e eu percebo que estou mais do que viciada.

Ele ainda nu se aproxima mais da câmera do celular e me diz:

_ Eu estou sinceramente pensando em pegar um voo agora mesmo. Eu preciso estar dentro de você, bela mia. *Minha bela/ Minha linda*

Eu provoco:

_ Pois se você vier, prometo que me tranco com você em algum lugar por uma semana…talvez sua ilha…

Ele me mostra um sorriso cheio de malícia e promessas. Ele respira fundo e fala:

_Sugiro que tome cuidado com as promessas que me faz. Eu mantenho as minhas e costumo cobrar as que são feitas a mim.

Eu sorrio e respondo:

_ Pois saiba que sou uma mulher de palavra Signore DiSantis, tenho férias acumuladas, posso me organizar sem problemas, estou precisando fazer uma pausa e…

Ele fica sério, seus olhos fixam a câmera e ele apenas diz:

_Estou indo agora para o aeroporto, estarei aí ainda de manhã. Espero que esteja pronta para nossa fuga. Buona notte bela mia…*Boa noite minha bela… *

Sem ao menos esperar eu recuperar meu fôlego para dizer algo, ele sorri, me manda um beijo e encerra a chamada.

Quando saio do meu transe, eu tento recompor meus pensamentos e mal posso acreditar como as coisas com ele estão fluindo de forma intensa.

Rapidamente pego meu celular e meu laptop, faço alguns e-mails, telefonemas e consigo organizar meu tempo livre. Sorrio nervosamente, é uma loucura, mas era algo que eu estava mais que disposta a descobrir. Lucca era ainda uma incógnita para mim, mas pela primeira vez eu não sentia o medo me invadir ao me envolver com alguém.

Depois do Russo, tudo tinha ficado difícil para mim, relações amorosas para mim eram descartáveis, eu não tinha mais confiança em homem algum. Um dia eu amei aquele homem e como fui uma estúpida, por nunca ter enxergado o que ele realmente era. Um boss da máfia Russa, cruel, arrogante e agressivo. Eu era o seu maldito troféu, subjugada, maltratada, ameaçada todos os dias. Eu o conheci na faculdade, ele parecia *normal*, era sempre muito atencioso, fingia muito bem estar apaixonado, me amar, me cuidar. Eu cega não via os sinais. 

Seus negócios foram sempre obsoletos para mim. Ele dizia que seu pai era um grande importador de carros da Rússia, e de fato eles tinham um negócio para cobrir o esquema de tráfico humano, drogas e sabe-se lá o que mais. Eu nunca participava de suas reuniões, nunca tinha acesso as suas coisas.

Mas com o tempo além das suas inúmeras traições, eu comecei a desconfiar, comecei a espiar e fui ficando cada vez mais horrorizada, além das agressões que deixaram de ter um pedido de desculpas. Aí começaram as ameaças. Agradeço tanto a Lais, que quando soube não saiu correndo de mim, ela me ajudou a encontrar ajuda em uma casa de proteção para mulheres em uma de suas viagens pela Europa. 

Eles me ajudaram, passei de casas em casas, já sem esperança de poder voltar para minha vida normal. Eu vivia morrendo de medo do meu pai sofrer uma retaliação por minha rebeldia. Eu sabia que estava com meus dias contados, até aquele dia da minha libertação em Paris. Respiro fundo, enxugo as lágrimas e afasto meu passado. Resolvo ir até a cozinha. Dou de cara com a Lais bebendo um vinho na bancada, e escrevendo no celular.

Eu a interrompo:

_ Paolo devia deixar você dormir ou…

Ela dá um gritinho de susto:

_ Leona, você quer me matar de susto, achei que você ainda estava na sua conversa com o poderoso Lucca.

Eu sorrio:

_Desculpe, não quis te assustar. Eu terminei a chamada com ele já faz mais de meia hora, eu estava resolvendo algumas coisas do trabalho, vou entrar de férias…

Ela me olha desconfiada, deixando o celular no balcão ela me interroga:

_Férias? Está tudo bem? Recebeu alguma ameaça?

Tento acalmá-la:

_ Está tudo bem. É apenas uma fuga da realidade. Vou me permitir viver algo paralelo ao medo e desconfianças que tenho vivido estes anos. Sei que é loucura, que é recente, mas eu sinto aqui dentro que tenho que tentar… Enfim, vou passar uma semana de férias com Lucca…

Lais solta um suspiro e diz:

_ Leona, é perfeitamente normal como você tem encarado a vida nos últimos anos. Foi traumático tudo o que viveu. E seria sim uma loucura, um risco se ele não fosse conhecido do pai de Paolo, que é um dos maiores policiais de Milão. Ele gosta muito do Lucca pelo que o Paolo me contou agora mesmo. Paolo é de confiança e você sabe, ele é um bastardo comigo, mas é uma boa pessoa para os demais.

Eu reviro os olhos e a repreendo:

_Não seja dura com o Paolo, Lais! Você sabe que você também o evitou todo este tempo. Negando o que já era visível para todos em volta. E…

Ela solta uma risadinha frustrada e me interrompe:

_Não vamos falar de mim. O assunto aqui é você. Desculpe ter levado a conversa para o Paolo, é que… bom, você sabe não é fácil não pensar nele. E ele está vindo me buscar agora, vou dormir na casa dele e amanhã ele me leva ao trabalho. Não me olhe assim Leona, eu ia te avisar e sei que me aconselharia a fazer isto. 

Agora voltando a sua escapada de puro sexo com Lucca, eu te digo, vá se divirta, se permita viver algo mais intenso que uma transa de uma noite. Até porque vocês já passaram deste nível faz tempo. E quanto a sua segurança, você sabe que pode contar comigo sempre. Me mande uma mensagem se precisar. E quando eu estiver com Paolo vou me informar mais sobre o Lucca, assim teremos cem por cento de certeza sobre ele. Deixe sua localização ligada só por segurança.

Eu dou um abraço nela e me afastando falo:

_Nunca vou me cansar de te agradecer Lais, por tudo, por sua amizade, por seu carinho, por seu cuidado. Se não fosse o seu apoio talvez hoje eu não estivesse…

Ela enxugando as lágrimas me impede de continuar dizendo:

_Não diga isto, por favor. Não me faça chorar novamente. Você teve a coragem de escapar, você aceitou correr o risco e graças a Deus aqui está você, depois da proteção da polícia e a morte daquele bastardo.

Eu aperto sua mão no balcão e falo:

_ Seu apoio foi fundamental, acredite. Como está sendo agora. Eu vou tranquila para esta semana com Lucca, porque sei que você estará atenta se caso eu precisar. Mas estranhamente, eu realmente acredito que estarei segura.

O celular de Lais vibra, ela abaixa o olhar para a tela e sorri amplamente.

_ Não diga nada, Paolo chegou para te buscar.

Ela concorda com a cabeça e diz:

_Eu estou com você para o que der e vier sempre. Eu te mando mensagens assim que eu descobrir algo mais. E imagino que amanhã você nem passe no escritório, mas se puder, me ligue para me avisar para onde vão realmente. Ok?

_ Claro que sim, Lais. Mas acredito que vamos ficar no castelo da Ilha dele. Ao menos foi isto que eu meio que sugeri.

Ela sorri amplamente e diz:

_As coisas devem ter sido bem quente entre vocês para fugirem assim para continuarem o que iniciaram nesta conversa.

Eu sorrio. Ela pega a bolsa e antes de sair me manda um beijo. Ela me conhecia muito bem, melhor do que ninguém. Foi mais que uma amiga, foi sempre uma irmã para mim e eu confiava nela como em poucas pessoas.

Eu sigo para o banheiro e tento manter a calma. Sim, uma loucura, apesar de todo cuidado que irei tomar, ainda sinto borboletas no estômago. Deixo a água descer lentamente em meu corpo, respiro tentando acalmar minha ansiedade.

Depois de um longo tempo tentando me acalmar, sigo para o meu armário e faço uma mala com itens que penso serão necessários para esta louca aventura.

Eu termino tudo e tento dormir. Após inúmeros giros na cama, eu consigo afastar cada dúvida e adormeço.

 Após inúmeros giros na cama, eu consigo afastar cada dúvida e adormeço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s