Amor Intenso Amor – Capítulo 17

Eu engulo seco e sem pensar, abro o lenço e dentro está minha calcinha, aquela que esqueci naquela noite da festa de máscara.

Antes que eu pudesse dizer algo, ele se aproxima sua figura imponente diante de mim, me faz de alguma forma ficar ainda mais nervosa. Ele alisa meu rosto dizendo:

– Eu vou ser sincero, eu disse para você que quero viver somente o hoje. Mas eu quero que você saiba, piccola mia*minha pequena*, que eu te procurei por muito tempo, eu te esperei por muito tempo. E por mais que ainda seja cedo para esta declaração, o meu coração não pode mais esconder tudo o que sinto. Não diga nada, por favor, me escute. Não sou a porra de um maluco que persegue e sufoca mulheres. Eu estou tentando te conquistar, mesmo que este não seja ainda o momento certo… Dio che cazzino sto combinando… sono fottuto, sono perso, Sono imbranato piccola. Capisco se voi andare via, scusa sono nervoso e non riesco a parlare in portoghese…io…

* Deus, que porra estou fazendo? Estou ferrado, estou perdido, sou patético, minha pequena. Eu entendo se você for embora, desculpe estou nervoso e não consigo falar português … Eu …*

Uma confusão me invade os pensamentos. Meu cérebro diz para correr, para me afastar, mas meu coração está totalmente entregue. Agora sou eu quem o beijo com todo o desejo que me invade. Ele se torna selvagem, os olhos dele se acendem como chamas, seu beijo parece marcar cada parte de mim. Ele me levanta, me colocando sobre a mesa, suas mãos percorrendo meus seios, minhas mãos tirando sua camisa, meus gemidos enquanto seus dedos hábeis encontram afastam minha calcinha alcançando meu clitóris, seus gemidos, seu ereção pressionando cada vez mais. A paixão nos movia.

Eu o alcanço e liberto-o. Ele geme, coloca sua testa contra a minha. Nossos olhos presos um no outro.

_Lucca, per favore, per favore…*por favor, por favor*

Como se fosse possível, ao ouvir minhas palavras. ele fica ainda mais selvagem, ergue meus quadris e me puxa contra sua ereção, me penetrando com desespero. Quando penso que ele será duro em seus movimentos, ele faz o contrário, ele é doce, lento, mas a potência de tudo isto, toda esta mistura de beijos, abraços, gemidos, promessas não ditas, tornou tudo muito mais intenso.

Minhas unhas estão cravadas em suas costas, sua boca está me devorando, seu beijo termina e o meu começa.

Ele cada vez mais duro, mas inchado dentro de mim, eu aperto sua ereção descontroladamente com um forte orgasmo, onde tremo perdendo as forças do meu corpo em seus braços

Ele cada vez mais duro, mas inchado dentro de mim, eu aperto sua ereção descontroladamente com um forte orgasmo, onde tremo perdendo as forças do meu corpo em seus braços. Ele me aperta ainda mais forte e me inunda com seu gozo, dizendo:

_Ti amo Leona, ti amo… ti amo

Seus olhos não abandonam os meus. Eu estou sem palavras, eu estou tonta. Eu nunca, nunca senti nada disto antes. Nunca na minha vida, uma sensação tão poderosa tomou conta de mim como naquele momento.

_ Lucca eu…

Ele coloca o dedo me silenciando.

_Amore mio, eu não quero que você se sinta pressionada. Eu só peço que não vá embora, espero que fique, que me deixe te amar. Ao menos por esta semana seja completamente minha. Vamos esquecer nossos passados tribulados. Vamos nos concentrar no agora. Não sei se você acredita no destino, mas, ele nos colocou um no caminho do outro por várias vezes. Acredito que isto significa algo…

Eu beijo seu dedo e digo:

_Eu não vou mentir para você, eu não vou dizer que tudo isto é normal. Não, não é. Se fosse qualquer outro, eu iria embora. Mas inexplicavelmente, eu também desejei encontrar o homem misterioso daquela festa. Sinto por você sensações que jamais senti e parece errado, mas ao mesmo tempo, tão certo.

Após sua confissão seu rosto estava sereno, mas ao ouvir minhas palavras ele fica tenso novamente. Visivelmente tenso.

_Piccola, *pequena* o importante é que estamos aqui, lembra? Eu só quis te dar uma explicação para que entenda o que sinto por você. Porque eu quero tanto ficar com você mesmo que…

_ Lucca, eu entendi. Não posso falar de amor, eu …_respiro fundo e continuo_ mas admito que eu sinto algo muito intenso por você. E eu quero viver tudo isto contigo. Não entendo você dizer que não é o momento…

Ele me abraça forte e fala:

_ O presente amore mio! Adesso lasciamo stare il passato, niente futuro ‘per adesso’. Confie em mim, tudo vai ficar bem no momento certo e vamos falar muito mais. Me promete? Você confia em mim? Você pode tentar? Te imploro…

*O presente meu amor. Agora vamos deixar de lado o passado, e nada de futuro ‘por enquanto’. *

Eu sorrio para ele. Seus olhos azuis me encarando, tantos sentimentos ali passando e a maioria indecifráveis para mim. Mas algo me dizia para confiar.

_ Eu prometo ficar, eu prometo confiar. Eu também preciso de espaço, de tempo para me sentir pronta para falar do passado. E para pensar em algum futuro. Para mim está perfeito assim. Eu te quero muito Lucca! Minha cabeça está uma bagunça, mas eu te quero.

Ele me abraça forte, se afasta e me beija apaixonadamente e eu retribuo. Ele se afasta um pouco com um sorriso travesso, fecha sua calça jeans, tira seus sapatos, enquanto os seus olhos e seu sorriso me faziam restar ali parada. A visão do seu corpo bem definido sem camisa, apenas com uma calça jeans, descalço, e aquele olhar intenso, era simplesmente um hipnotizador potente para mim. Meu corpo estava ficando viciado naquele homem. Ele coloca uma música no celular e me puxa para ele, eu recompondo meu vestido. Ele me abraça e começa a me conduzir em uma dança envolvente, dizendo:

_ Você não sabe o quanto estou feliz, querida. Esta música me fez pensar em você tantas e tantas vezes. E hoje, poderei dançar ela com seu corpo colado ao meu. E saber que acabei de te preencher com os vestígios do meu desejo, te fazendo minha, me deixam ainda mais alucinado.

Eu suspiro acompanhando o calor escaldante que me percorre o corpo, ele me beija e dança comigo ao som de Il Volo Constantemente mia.

A voz de Lucca é rouca e carregada, quando ele sussurra a letra da música no meu ouvido, me fazendo desejá-lo ainda mais, como se fosse possível o querer mais do que eu já estava sentindo.

Constantemente Minha

Sozinho aqui
Te imagino junto a mim
O tempo é eterno quando penso em você
Sempre sinto sua falta
E em meus braços
Eu quero te sentir

Constantemente minha, minha
Eu fecho meus olhos e você está lá
No meio das minhas lágrimas
E em todo o resto
Constantemente minha, minha
Te escuto em qualquer lugar
Você envolve cada batida da minha solidão
Constantemente minha, minha
Constantemente minha, minha

Te desejando
Noite após noite, te amando
Falo com o seu rosto no escuro
E em um ponto, os meus sentimentos
Eles voltam a brotar

Constantemente minha, minha
Eu fecho meus olhos e você está lá
No meio das minhas lágrimas
E em todo o resto
Constantemente minha

Quando chove e faz frio
Você está comigo, em volta de mim
Quando eu durmo, eu sonho com o seu calor

Constantemente minha, minha
Eu fecho meus olhos e você está lá
No meio das minhas lágrimas
E em todo o resto

Constantemente minha, minha
Te escuto em qualquer lugar
Você envolve cada batida da minha solidão

Constantemente minha, minha
Constantemente minha, minha

Nos perdemos naquele momento. E apesar de tudo estar ainda muito confuso, eu tinha uma certeza no meu coração. Por mais que eu ainda não quisesse, não pudesse dizer.

A única certeza é que, o Lobo me pegou e eu não queria que ele me soltasse.

Não posso conter as lágrimas que banham meu rosto, molhando sua camiseta. Tremo pela intensidade do momento. Ele percebe e me abraça forte como se quisesse consertar cada pedaço do meu coração quebrado, da minha alma fragmentada. Permanecemos assim por um tempo.

Ele me pega nos braços e se senta no sofá comigo em seu colo. Seus olhos buscam os meus e quando os encontram eu entro em um abismo de sensações.

_Per favore Amore mio. Lo so è confuso, sei spaventata. Credimi lo sono di più di te, per sentire tutto questo che ho qui dentro….

*Por favor meu amor. Eu sei, é tudo tão confuso, você está assustada. Acredite em mim, estou mais assustado que você por estar sentido tudo que está aqui dentro…*

Ele fala isto sem desviar os olhos dos meus, com sua mão sobre a minha em cima do seu coração. E eu sinto o seu batimento acelerado e o meu entra na mesma sincronia.

_ Eu queria poder te dizer, mas ainda não consigo Lucca, eu…

_ Calma. Eu vou repetir mais uma vez, não te disse isto para te pressionar com nada. Por favor, não se sinta obrigada a sentir isso… Eu sei, parece meio sem sentido, parece que sou um maldito maluco, bom, isto talvez eu seja, apenas um pouco, por você.

Ele sorri enxugando minhas lágrimas e entre um soluço sorrio para ele:

_Quem é você, Lucca? Quem é você, que consegue destruir sem nenhuma piedade todas as minhas barreiras, torna inútil meu escudo criado após tanta coisa que passei.

Ele faz um respiro profundo, alisa meu rosto e diz:

_ Você não tem ideia do poder que você tem sobre mim, Leona. Não faz a mínima ideia do que sou capaz de fazer por você. Mas prometo que um dia você irá entender tudo. Confie em mim, confie.

Nosso momento intenso é interrompido por seu celular que insiste em tocar em alto e bom som. Ele amaldiçoa e me pede desculpa. Eu digo a ele para atender. Eu tento me levantar para deixar privacidade para ele, mas ele me segura no colo dele.

_Lucca…_ ele responde rapidamente e em seguida me passa o telefone sem dizer nada.

Confusa, seguro o telefone ainda trêmula e respondo:

_Sim…

Do outro lado, com uma voz eufórica está Lais.

_ Tudo bem que você disse que ia estar com o Lucca. Mas tínhamos um combinado de ao menos uma mensagem, se você pudesse. Lembra? Certo, eu sou ansiosa não sei esperar. Mas te mandei mil mensagens e você não respondeu, então me preocupei.

Eu respiro fundo e falo:

_ Lais, tudo bem, certo? Eu estou bem. Estou no castelo da Ilha de Garda com o Lucca e ficaremos aqui todo o tempo das nossas férias…

Eu me viro para ver o rosto de Lucca, ele parece estar se divertindo com a cena. O seu sorriso é amplo agora. Lais nem sabia, mas tinha nos tirado daquele momento de intensidade. E acredito que precisávamos disto. Ela me interrompe:

– Desculpe Leona, mas você sabe que fico preocupada. E além disto tenho notícias para você. Eu apertei o Paolo sobre o Lucca, ele disse que ele é confiável, mas não quis dizer mais nada. Ele me contou também que Lucca está expandindo negócios e que em breve ele vai passar uma temporada em Nova York para abrir uma filial da sua empresa DiSantis Corporation. Então parece que ele ficará um tempo fora da Itália…

Respiro fundo novamente, meu coração parece quase parar com a possiblidade de ficar longe dele. Bom, era para ser somente uma transa e de repente se transformou tudo muito rapidamente. E agora, ficar longe do Lucca, parecia algo doloroso demais. Mas talvez fosse melhor assim para ambos. Eu tento recuperar minha linha de pensamento.

_Lais, está tudo bem. Fica tranquila. Vamos apreciar esta semana juntos, nada demais. ok?

Eu tento falar de uma forma que ele não perceba o que está passando por minha mente. Ele parece curioso, então sorrio como se eu não soubesse nada.

Lais bufa e responde:

_Por favor, me diz que você não está no viva voz. Puta que pariu Leona, eu surtei, fiquei com medo de você… Enfim, vocês estão acelerados e…

_Lais, está tudo bem. Você pelo jeito se acertou com Paolo, visto que você conseguiu o número de Lucca, com ele suponho eu.

Ela sorri sem graça e diz:

_ Sim, estamos meio que namorando… Enfim, te conto quando você voltar. Prometo não te incomodar mais. Quero que saiba que assim que terminar estas férias, eu te esperarei para conversarmos. Leona, depois de tudo isto você vai sentir…

_Lais, eu sei. E te agradeço. Manda um beijo para o Paolo.

Desligo a chamada sem esperar mais informações da Lais. Eu entrego o celular para o Lucca, fico sem graça pela intromissão da minha amiga. Ele provavelmente vai achar que sou uma louca, afinal ele não sabe do meu passado, dos meus traumas.

Ele pega o celular das minhas mãos e sorrindo me diz:

_Lais parece ser uma grande amiga. Te protege desesperadamente.

_Sim, somos grandes amigas. Não se ofenda, ela faz isto sempre. E tem o fato que combinei com ela que avisaria.

Complacente, ele alisa meu rosto e diz:

_Você não precisa ficar sem jeito, eu entendo e fico feliz em saber que existe mais alguém que tem a necessidade de te proteger tanto quanto eu.

Ele realmente não fazia ideia do quanto eu precisei ser protegida no passado, mas nem mesmo o meu pai sendo quem é, poderia ter me dado proteção. Após a morte do Russo, eu estava liberta do casamento, da máfia, já que eles sabiam que eu não tinha nenhuma informação contra eles. A Interpol me passou alguns protocolos para seguir, me interrogaram, me investigaram, me vigiaram por um tempo, mas nada além disto. Minha vida não tinha importância para eles, nem como criminosa que obviamente nunca fui, nem como vítima. As inseguranças e o medo me acompanhavam desde então. Mas ali no colo de Lucca, eu parecia ser mais poderosa, maior do que tudo e todos daquele passado.

Saber que isto seria por um tempo limitado, me deixava um pouco triste. Mas talvez fosse melhor assim. Ele disse que cultiva sentimentos por mim. E agora esta viagem a Nova Iorque por tempo indeterminado. O que isto significaria para nós exatamente?

 O que isto significaria para nós exatamente?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s