Amor Intenso Amor – Capítulo 20

Estávamos no quarto já deitados, eu sentia a sua respiração e estava quase adormecendo, quando Lucca me surpreendeu com a confirmação do que eu já sabia.

_ Leona, assim que voltarmos para a nossa realidade por assim dizer, eu terei que passar uma longa temporada em Nova Iorque. E pelo tempo que eu estiver lá, terei pouco tempo para manter contato. Eu prometo que assim que for possível, eu virei te visitar nem que seja por algumas horas. E eu espero que você acredite no que estou sentindo, não planejei nada disto. Eu pensava que só uma noite bastaria, mas eu preciso de algo mais. Eu disse para você, sem passado e sem futuro por enquanto. Mas queria que soubesse de mim que eu tenho situações pendentes e complicadas em Nova Iorque. E que novamente preciso que você confie no que sinto. _ Sua voz é forte, mas seu corpo está tenso, eu involuntariamente tremo. Ele me aperta e busca meus olhos.

_ Lucca, são negócios?

Ele fica em silêncio estudando meu rosto. Ele sem desviar o olhar do meu confessa.

_ Sim, são negócios extremamente importantes para os DiSantis. Tenho que me concentrar, ser cauteloso e frio. E isto pode exigir de mim decisões que terei que tomar a contragosto, até que eu tenha tudo sob controle e volte para você.

Eu não esperava isto, aliás eu realmente não esperava nada disto, este sentimento, esta confissão e o que causaria em mim. Algo nas suas entrelinhas me faz pensar que ele tem algum envolvimento sentimental em Nova Iorque. Eu não quero ficar com isto na cabeça e muito menos iludida, então eu indago.

_ Existe alguma mulher?

Seus olhos em nenhum momento deixou os meus. Era quase intimidante olhar em seus olhos claros, mas ele me prendia ali.

_ Sim. Mas quero que saiba que de alguma forma vou resolver a situação, eu já estava comprometido…

Eu desvio meu olhar porque esta informação, por mais que eu já esperasse, no fundo eu não queria que existisse.

_ Há quanto tempo você está …comprometido?

_ Que importância tem isto Leona? Confia …

Eu me afasto do seu abraço e me levanto rapidamente da cama, eu caminho para o terraço com Lucca atrás de mim.

_ Eu apenas preciso de ar.

Ele se aproxima, mas não me toca.

_ Leona, eu não estou brincando, não sou moleque. Eu apenas estou em situações delicadas e preciso resolver. E você precisa confiar em mim. Sei que isto é uma barreira muito grande para você e eu entendo. Mas…

Eu me viro lentamente para ele, encaro seu rosto bonito e coloco minha mão em seu peito.

_Lucca, eu não esperava nada disto, era para ser só uma transa, foi mais que isto. Mas eu não quero atrapalhar sua vida, seu futuro. Vamos fazer como tínhamos combinado, pensar somente no hoje. Eu confio que você está falando a verdade, estranhamente eu sinto isto. Eu só não quero me iludir, eu estava muito bem sem qualquer sentimento e…

Ele me puxa para os seus braços e me silencia com um beijo. Um beijo apaixonado, carregada de emoção, quando ele se afasta, ele prende meu olhar no seu e diz:

 Um beijo apaixonado, carregada de emoção, quando ele se afasta, ele prende meu olhar no seu e diz:

_ Não vou te perder mais uma vez, não vou perder a chance de estar com você. Volte para cama comigo? Por favor, não vá embora.

_ Eu não vou a lugar algum. Eu escolhi estar nos seus braços. _ Respondo surpreendida com seu pedido.

Ele respira aliviado e me leva para a cama. Ele me beija e me abraça. Nada mais foi dito. Por um lado, eu estava agradecida por ele ter sido sincero e não esperar que eu descobrisse isto depois, eu estava aliviada porque isto seria motivo para esquecê-lo quando estes dias terminassem. Mas por outro lado, eu estava morrendo por dentro e não sabia me explicar o motivo.

Acordei com o barulho das águas do lago e o vento que invadia as grandes janelas do quarto, fazendo cortinas dançarem iluminadas pelo sol

Acordei com o barulho das águas do lago e o vento que invadia as grandes janelas do quarto, fazendo cortinas dançarem iluminadas pelo sol. Lucca não estava comigo na cama e pelo silêncio parecia não estar nem mesmo no quarto.

Eu desço lentamente da cama em direção ao banho, escolho a fragrância e coloco no compartimento do chuveiro. Segundos depois, o cheiro de ervas frescas me invade o olfato e eu deixo os jatos massagearem o meu corpo, eu fecho os olhos e tento não pensar que os dias a seguir para mim serão uma despedida de Lucca. Depois que ele partisse para Nova Iorque, eu deveria passar por um período de desintoxicação de Lucca Di Santis.

Eu aliso, meu corpo lentamente. Ainda estou dolorida em algumas partes. É como se o toque dele ainda estivesse em minha pele, como se ele ainda estivesse dentro de mim. Eu solto um pequeno gemido de frustração e abro os olhos para ver Lucca na minha frente, com um sorriso provocante nos lábios. Ele se aproxima e desliza sua calca de pijama pernas abaixo, revelando seu delicioso corpo perfeito. Ele fica a centímetros do meu corpo, alcança um pouco do sabonete líquido e espalha em meus seios, eu levanto meu olhar, ele abaixa a cabeça e encosta sua testa na minha.

_ Buon giorno Principessa. *Bom dia Princesa. *

Eu tento não ficar concentrada em suas mãos alisando todo meu corpo.

_ Bom dia Lucca, achei que você tinha saído para dar uma volta.

_ Perdão não ter esperado você acordar, mas eu precisava beber um café. Eu não dormi bem esta noite.

Pensamentos do que ele me disse, de outra mulher ainda me incomodam de uma maneira que eu não imaginava. Eu tento não demostrar a ele, então dou um sorriso.

_ Eu dormi bem sentindo seu corpo. _ um suspiro me escapa dos lábios quando ele se aproxima da minha boca e suas mãos ainda deslizam lentamente pelo meu corpo.

_ Eu prometo que existirão milhões de noites como esta, e eu provavelmente não dormirei na maioria delas, porque acho que nunca me acostumarei de te ter assim tão perto de mim. Isto mexe comigo profundamente, Leona.

Sua boca invade a minha, seu beijo é dominante, exigente, desesperado. Sua língua dançando sinuosamente com a minha. Em seus braços, em um beijo tão profundo eu quase podia acreditar que existiria um futuro. Mas minha cabeça ainda falava mais alto que meu coração me convencendo de esquecê-lo em breve.

Naquela manhã após o café da manhã, Lucca me propôs passear pela parte oeste do Castelo, caminhamos por uma meia hora, sua mão entrelaçada na minha, seus beijos, seus abraços, tudo era perfeito

Naquela manhã após o café da manhã, Lucca me propôs passear pela parte oeste do Castelo, caminhamos por uma meia hora, sua mão entrelaçada na minha, seus beijos, seus abraços, tudo era perfeito. Eu realmente estava vivendo algo fora da realidade, mas por aqueles dias eu me deixaria levar, me permitiria. Mesmo sabendo que teria um fim.

Lucca me levou por uma pequena estrada de pedras batidas, as árvores com folhas densas faziam uma grande sombra em todo o caminho

Lucca me levou por uma pequena estrada de pedras batidas, as árvores com folhas densas faziam uma grande sombra em todo o caminho. Logo pude ver um caramanchão coberto de trepadeiras com flores lilás e logo no fim dele, ruínas de pedras.

_ Que lugar lindo! _ Olho para ele maravilhada com a paisagem, ele abre um grande sorriso e beija minha mão

_ Que lugar lindo! _ Olho para ele maravilhada com a paisagem, ele abre um grande sorriso e beija minha mão.

_ Non hai visto niente ancora piccola. Ho una bella sorpresa per te. *Você não viu nada ainda, minha pequena. Eu tenho uma linda surpresa para você.

_ Uau! Vai me deixar curiosa por muito tempo?

Ele apenas sorri e quando chegamos perto das ruinas posso ver uma parte mais baixa com grossas colunas medievais e ao lado de um dos muros de sustentação uma pequena escada de pedras. Lucca me coloca na frente me encorajando a descer. Quando faço alguns degraus percebo que ela leva para uma grande piscina toda empedra natural branca, com água azul clara e extremamente convidativa.

 Quando faço alguns degraus percebo que ela leva para uma grande piscina toda empedra natural branca, com água azul clara e extremamente convidativa

_ E você me traz em lugar lindo deste e nem me avisa para colocar um biquíni? _ me giro para ele enquanto falo. Ele sorri provocante e começa a tirar suas roupas.

_ E quem te disse que precisamos de roupas por aqui?

_ E seus seguranças? E seus funcionários?

Ele se aproxima de mim privo de qualquer peça de roupas, tocando meu rosto ele diz.

_ Estão a quilômetros de nós. Dei ordens para que ninguém viesse nesta parte da ilha até o anoitecer. A tarde é toda nossa. Temos vinho e alguns queijos e frutas no frigobar da casinha de pedra no fundo do jardim. Então somos só nos dois amore mio. *meu amor*

Ele aperta minha bunda e desce as escadas exibindo seu corpo perfeito, até aprofundar nas águas azuladas. Eu deslizo para fora do meu vestido e minhas sandálias, relutante tiro meu sutiã e calcinha sob o olhar penetrante de Lucca.

Desço lentamente na água, esperando encontrar água extremamente fria, mas me surpreendi com a temperatura agradável e relaxante. Lucca ficou bem no meio da piscina, os braços cruzados sobre seu peitoral, me observando atentamente como um lobo faminto.

_Então seu plano era na verdade me ter nua ao seu inteiro dispor._ eu provoco.

Ele curva-se para trás com uma gargalhada.

_ Eu sou tão despudorado nesta sua mente poluída, Leona. _ me diz de maneira irreverente.

_ Você é bem sarcástico também querido, além de ser bem safado.

Eu mergulho e nado para longe dele que me persegue puxando meu pé e me levando para o seu corpo.

_Ei, você devia controlar-se, Senhor DiSantis.

_ A Senhorita Leona di Conti me faz perder a cabeça, os modos, a razão e meu coração. Ainda tenho que me comportar?

_Você logo ficará longe de mim…

O sorriso desaparece de seus lábios, ele fica sério.

_ Não torne isto mais difícil, Leona. Eu juro que a minha vontade é sumir com você para bem longe, onde não tenho obrigações e nem situações para resolver. Por você eu faria uma loucura, acredite em mim. Mas tenho assuntos que precisam ser resolvidos para que possamos seguir em paz. Eu vou voltar, apenas me espere.

Eu fico calada. Sentindo seus braços em volta de mim. Eu não posso prometer nada a ele sabendo o que agora sei.

Eu deslizo minhas mãos para suas costas e arranho lentamente, eu busco seu olhar e seu rosto está a centímetros do meu, com minha outra mão em sua nuca eu busco seu beijo. Ele não me decepciona, retribui cada movimento da minha língua. A necessidade cresce, o instinto é maior que nossos problemas ou futuro incerto. Ele me vira e me faz apoiar na borda da piscina, me abraçando por trás, ele inclina ligeiramente meus quadris encaixando nos seus, ele alcança meu clitóris e o massageia enquanto morde meu pescoço, meu ombro. Sua ereção não demora a aparecer e ele sem piedade alguma, se aprofunda dentro de mim. Os golpes são certeiros, a sua mão continua no meu clitóris e a outra em um dos meus seios, sua boca mordendo, chupando meu ombro, minha nuca e meu pescoço, uma sinfonia de desejos deliciosamente indecentes. Ele geme alto e pela primeira vez ele goza antes de mim.

Quando penso que ele vai sair de dentro de mim, ele me surpreende e continua os movimentos vagarosamente no vai e vem de sua ereção ainda dura, inchada me preenchendo, meus dedos perdendo a força de tanto apertar a borda da piscina, minha boca extremamente seca de gemer. Alguns minutos depois seus dedos me libertaram em um magnifico orgasmo, me fazendo tremer e quase perder o controle. Lucca segura forte os meus quadris e goza novamente. Ele me abraça e sussurra no meu ouvido.

_ Você é minha solução e meu doce problema! Meu inferno e meu céu. Leona, à tes pieds je dépose mes armes *Leona aos teus pés eu jogo as minhas armas*

Eu respiro fundo e decido por aquele mísero instante ser sincera com meu coração, mesmo que suas lindas palavras talvez não sejam sinceras. Mas eu precisava jogar para fora o que sinto, seria mais fácil seguir depois.

_Eu não sei o que você me fez, não sei onde eu me perdi Lucca, mas eu só posso dizer que te amo.

Lucca abre um grande sorriso me abraça e me beijando nos afunda nas águas da piscina.

Passamos a tarde regados de vinho, queijos, frutas e muitos beijos. A nossa conversa sempre fluía bem e mesmo não falando dos detalhes do nosso passado, tudo entre nós parecia funcionar como se fosse destino. Em alguns momentos o pensamento de que em poucos dias tudo isto terminaria, me deixava triste, mas era preciso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s