Amor Intenso Amor – Capítulo 29

As cortinas pesadas estavam fechadas, mas meu relógio fisiológico me dizia que já era dia. Lucca não está na cama, o que não me surpreende. Ele estava mais calmo quando adormecemos, consequentemente eu estava mais calma. Mas nós dois sabíamos que ainda tinha muito a se resolver. E apesar de todo o sentimento entre nós ser verdadeiro, tudo a nossa volta não contribui para uma vida serena.

Eu me arrumo. Quando estou na frente do espelho eu fecho meus olhos e penso quando isto tudo vai acabar. Isto acabará bem?

Sinto as mãos de Lucca puxando minha cintura, eu abro lentamente os olhos para ver seus lindos olhos azuis me observando enquanto me puxa para seus braços fortes.

Sinto as mãos de Lucca puxando minha cintura, eu abro lentamente os olhos para ver seus lindos olhos azuis me observando enquanto me puxa para seus braços fortes

_ Bom dia meu amor. O café da manhã está na mesa da cozinha. Te imploro para que você coma algo. Eu terei que me ausentar por algumas horas, voltarei o mais rápido que eu puder. Na mesa você encontrará o celular novo, dentro estarão apenas os números que você tem mais contato. E novamente te peço que por mais difícil que seja, deixe a Lais saber apenas o que combinamos. Ela ainda não tem o seu número, mas não se preocupe que o Paolo disse que você está bem. _ ele beija meu ombro quando se apoia em mim.

_ Bom dia. Eu não sei se quero falar agora com ela ou qualquer outra pessoa, ainda estou muito abalada com tudo isto. E eu …

_ Você o quê meu amor?

Eu reúno forças para confessar a ele o meu maior medo neste momento.

_ Eu tenho medo. Medo desta droga de implante no meu corpo, eu tenho medo do final da sua missão. E se eles descobrirem? Você está em risco de vida…

Ele me gira para ele, pressionando seu corpo no meu. Suas mãos levantam meu rosto e ele prende seu olhar no meu.

 Suas mãos levantam meu rosto e ele prende seu olhar no meu

_ Leona, você não precisa falar com ninguém agora. A Lais também será informada pela polícia que você está bem. Quanto ao que aquele maldito te fez, vamos resolver. Existe uma equipe especializada que chegará ainda de manhã para fazer os exames necessários. Todo o equipamento médico já foi instalado em um cômodo da casa. Você será bem cuidada, prometo _ ele me olha com cuidado, mas termina a frase aí.

Ele não responde o que mais temo, o que eu já sabia que era verdade, risco que ele morra em missão. Ele tecnicamente estava infiltrado, ele agora trabalhava para a interpol, seja como mafioso ou agente da Interpol ele estava correndo risco eminente. Eu seguro a vontade de chorar.

_ Lucca eu…

_ Io sento molto piccola. Non posso dirti che non è vero. Non posso dirti che non ci sono dei rischi. Ma voglio che sappia che combatterò fino al mio ultimo respiro per lasciarti in sicurezza, tu e le mie nipoti. Ma abbia coraggio amore, sono seguito ogni secondo sia per la Interpol sia per miei uomini. Non posso dirti più di questo, ma garantisco che anche se i romeni vengano a scoprire avrò aiuto per combattere. E se il peggio …

*Eu sinto muito pequena. Não posso te dizer que não é verdade. Não posso dizer que não existem riscos. Mas quero que saiba que lutarei até meu último respiro para deixar você e minhas sobrinhas em segurança. Mas tenha coragem meu amor, eu estou sendo seguido cada segundo seja pela Interpol ou por meus homens. Não posso te dizer mais que isto, mas te garanto que se caso os romenos venham a descobrir, eu terei ajuda para lutar. E se o pior…*

Ouvindo atentamente suas palavras o choro fica impossível de segurar. Ele para, me beija e depois continua.

_ Leona se muoio oggi, sappia che sono felice di averti amato, di amarti e credo che lo farò anche dopo che non esisterò più in questo mondo. E sapere che tu mi ami, mi dona la spinta che ho bisogno adesso.

*Leona se morro hoje, quero que você saiba que estou feliz por te amado, por te amar e acredito que o farei até mesmo depois que eu não mais existir neste mundo. E saber que você me ama, me dá toda a força que preciso neste momento. *

_ Eu não quero que você vá, sei que não tenho este direito, mas eu não quero te ver correndo perigo. Eu acho que não posso…

Ele me beija tão intensamente que meu coração parece querer pular para fora do peito

Ele me beija tão intensamente que meu coração parece querer pular para fora do peito. Ele me levanta e me coloca sentada na bancada do banheiro. Ele me abraça forte quando deixa meus lábios.

_ Por isto te prometi o hoje meu amor. Por mais que eu sonhe imensamente um futuro com você, não posso prometer que o mesmo existirá. Pense que temos a possiblidade de conseguirmos viver juntos e em paz, tenho chances, muitas na verdade. Só peço que acredite em mim, sei que para você não está fácil, mas tente.

_ Eu tentarei. _ prometo mesmo sabendo que isto era uma luta diária para mim, confiar novamente.

Eu realmente queria acreditar em suas palavras, em um futuro, no sentimento em meu peito. Tudo o que sentia com ele era palpável. Mas as incertezas eram amargas demais, eu precisava aprender a lidar com elas.

_ Eu tomei a liberdade de comprar algumas coisas para você. Sei que provavelmente você vai querer suas roupas e objetos pessoais. A polícia deixou sua bolsa aqui esta manhã, se você quiser mando alguém ou vou pessoalmente buscar o que você deseja em sua casa. Como você sabe, você terá que ficar sem sair até ser removido o implante que supostamente colocaram em seu corpo.

_ Obrigada, Lucca. Tudo bem, eu vou pensar no que preciso e te aviso.

_ No armário você encontrará tudo o que precisa de imediato. Se precisar de algo mais peça que será providenciado de imediato.

_ Eu nem sei o que te dizer. _ eu sabia que seu cuidado era genuíno, mesmo assim isto me deixava desolada.

_ Eu realmente preciso ir Leona, espero que você se alimente. Eu juro que adoraria ficar e cuidar de você. Mas tenho que ir. _ Ele me ajuda a descer e beija minha testa. Ele me beija e começa a sair.

_ A culpa não é sua! _ eu digo antes dele sair porta afora.

Ele se gira e me olha confuso. E eu continuo.

_ Você não tem culpa deles estarem atrás de mim, Lucca. Eu já tinha recebido mensagens alguns dias atrás, inclusive a polícia sabe…

_ Amore mio, mi dispiace che abbia visto quello bastardo ferire mio fratello. Io hola culpa di loro venire dietro a te, perché io ammassato Dimitry e dopo tutto questo tempo, sono stato visto con te. Qualcuno ha fato delle foto nostra nel e anche uscendo della tua casa. È colpa mia, se avesse lasciato perdere, se avesse aspettato tu sarebbe ancora al sicurò…

*Meu amor, eu sinto muito que você tenha visto aquele bastardo machucar meu irmão. Eu tenho culpa deles virem atrás de você, porque eu matei o Dimitry e depois de tudo isto, fui visto com você. Alguém tirou fotos nossas na Déjà-vu e saindo da sua casa. É culpa minha, se eu tivesse deixado para lá, se eu tivesse esperado, você estaria em segurança…*

_ Meu Deus, aquele era Francesco? Sinto muito Lucca. E mesmo assim não se culpe, a máfia russa com certeza sabe da existência deste implante, nunca me disseram, talvez contenha alguma coisa, talvez eles me mantivessem viva por um motivo.

Vejo terror em seus olhos. Ele volta e ergue meu rosto com seus dedos.

_ Nada vai acontecer com você! Dou minha vida pela sua, você continuará em segurança, aqueles bastardos não tocarão em você, eu prometo!

_Eu preciso que você continue vivo Lucca, sem você …

_Eu vou lutar para isto. _Ele fala olhando em meus olhos.

Ele me puxa novamente para um abraço cheio de promessas em um silêncio cúmplice e carinhoso.

Seus lábios novamente buscam os meus em um beijo carregado de angústia e paixão.

Seus lábios novamente buscam os meus em um beijo carregado de angústia e paixão

Fomos interrompidos pelo toque do seu celular. Ele solta um gemido em meus lábios e relutante atende.

_Dimmi…. Arrivo fra qualche minuto.

* Diga-me….chegarei em alguns minutos*.

_ Eu daria tudo para ficar meu amor, mas é importante que eu vá. Tenho uma reunião com a polícia. Eu volto o mais rápido possível, meu amor.

Está mais do que evidente que ele já percebeu que estou com dificuldades em deixá-lo. Ele se afasta e aperta minhas mãos até o último momento. Eu mordo o interno de minha boca buscando algum controle. Quando ele desaparece pelo corredor, eu trêmula abro o armário para escolher algo para vestir além da sua camisa que estava em meu corpo.

Eu olho uma dezena de vestidos, calças e blusas, sapatos e lingeries, colocados no armário. Ainda com as etiquetas, obviamente foi comprado ainda de manhã, ele deve ter mandado alguma loja abrir exclusivamente para isto. Escolho algo rapidamente e enquanto me visto, tento pensar que eu deveria ser tão forte quanto ele, se isto tudo acabasse, se este fosse nosso fim, mesmo assim teria valido a pena, isto entre nós, por mais louco que fosse, era amor. E poucos morrerão conhecendo o amor.

Eu estava terminando de tomar o café da manhã quando um de seus homens chegou até mim.

_ Buon Giorno Signora. La Dottoressa Bossi è qui.
*Bom dia Senhora. A doutora Bossi, está aqui. *

_ Buon giorno, sono pronta. Faccia lei entrare.

*Bom dia, estou pronta. Faça-a entrar. *

Eu me levanto e me aproximo da janela, um leve tremor me percorre. Dali a poucos segundos eu saberia ao que Dimitry me sentenciou.

_ Bom dia Leona, eu espero que tenha se repousado um pouco. Como você está?

_ Bom dia Dr. Bossi. Eu estou ansiosa, quero acabar logo com isto. Eu dormi bem obrigada. _ e eu realmente tinha dormido bem nos braços de Lucca.

Eu suspiro fundo e encaro a figura alta da Doutora Bossi na minha frente, seus olhos mostram compaixão. Aquele olhar eu conhecia bem, todas as vezes que eu ia ao hospital, após uma agressão, foi o mesmo olhar que recebi quando fui acolhida na casa de proteção na Europa, quando fugia do Dimitry. Eu crio coragem, ergo minha cabeça.

_ Podemos começar?

_ Sim, claro. A equipe está toda pronta. Temos equipamentos suficientes para iniciar nossa pesquisa. Estamos no primeiro andar próximo ao jardim. Queira me acompanhar por favor.

Eu passo pela mesa pegando o celular que Lucca tinha deixado para mim e sigo a Doutora Bossi escada abaixo, até chegar em uma porta que ela empurra e mantém aberta para eu passar.

Ela me apresenta para todo o pessoal da equipe médica. Eu tento ser o mais tranquila possível, escuto todas as perguntas, dou as respostas necessárias. Observo toda a estrutura e fico pensando o quanto foram rápidos para fazer tudo funcionar. Sem falar em todo o dinheiro gasto para montar uma infraestrutura assim.

Após quase duas horas de exames, ultrassom e várias outras máquinas, me encontro com a Doutora Bossi e Doutora Sandra à minha frente. Ali eu já sabia que não seriam boas notícias.

_ Leona, seremos diretas visto que você nos pediu isto desde o início. _ a Doutora Bossi diz com sua voz calma_ Infelizmente você realmente tem um implante que está alojado em seu ombro esquerdo. A princípio, parecer ser um rastreador e talvez um chip contendo informações. Nossa equipe poderá marcar a remoção para alguns dias. Depois saberemos se o mesmo contém alguma informação criptografada dentro. Ao menos a boa notícia é que não tem nada de dispositivo de segurança bioquímico que poderia causar algum dano em seu corpo.

_ Bom, acho que tenho que ficar feliz com isto. Uma coisa de cada vez. _ respondo frustrada.

_ Vai ficar tudo bem, Leona. Com os exames que fizemos hoje, em poucos dias teremos a confirmação de quando poderemos remover, faremos o mais rápido possível.

_Eu a agradeço.

_ Imagina Leona. Por hoje você está liberada.

Eu me despeço da doutora e volto para o andar de cima. Eu sento-me no sofá e seguro o telefone para mandar mensagem para Lucca. Mas o visor se acende com uma chamada de um número bem conhecido para mim.

_ Pai?

_ Que alivio falar com você, Leona. Você está melhor? _ sua voz está carregada de preocupação.

_ Na medida do possível tudo bem, o senhor está chegando?

Eu estou aqui querida, eu me viro e ele está subindo as escadas. Ele me abraça forte, ele está abatido, mas continua um belo homem para sua idade.

_ Eu sinto muito filha. Eu quase perdi você. _ Ele chora me olhando.

_ Está tudo bem agora pai, ao menos agora. _ minha voz devia sair forte, mas saiu engasgada do choro retido.

Eu o puxo para se sentar comigo no sofá. Ele está trêmulo, mas um alívio em seus olhos não passa despercebido para mim.

Ele faz uma pausa. E me faz pensar no que o Lucca disse, que ele sempre soube do sentimento que Lucca nutria por mim e tudo o que ele tinha feito. Mas papai nunca me disse nada.

_ Pai, você sabia de tudo?

_ Filha, perdão se não te disse nada. Mas eu realmente me informei muito sobre o Lucca. Ele é um bom homem apesar de toda as desventuras em volta dele. Ele quer sair de tudo isto, ganhou o perdão da Interpol, com o tempo provou seu valor e se tornou um agente poderoso e eficaz, já colocou muitos traficantes de pessoas na cadeia, já entregou muitos dos mais perigosos criminosos do mundo. Ele nos ajudou muito, graças a ele descobrimos alguns policiais corruptos também. Obviamente, ele terá sempre um alvo nas costas, por mais que façamos tudo em modo que ele saia neutro disto tudo perante a máfia. E você sempre teve este alvo, desde que aquele monstro colocou uma aliança no seu dedo. Até hoje penso que ele queria se aproximar de você para em algum futuro tirar vantagem da minha posição. Lucca é o único que pode realmente colocar todos eles atrás das grades.

_ Isto nunca vai acabar, não é? _ olho minhas mãos trêmulas.

_ Infelizmente eu gostaria de dizer que vocês vão viver tranquilamente juntos. Mas eu estaria mentindo filha. Vocês estão marcados, mas quando ele terminar a missão poderão tentar ficar juntos, em algum lugar distante, talvez com identidades novas se você se sentir mais segura…

_ Pai, o Senhor sabe que não é fácil. Eu não sei o que pensar disto tudo.

_ Você o ama, Leona?

_ Sim. Eu o amo, parece loucura. Mas eu o amo pai.

_ Ele me contou toda a história dele, ele me contou que foi apaixonado em você na adolescência. Eu conversei muito com ele, antes dele chegar em você. Você estava vivendo uma vida descontrolada para provar para você mesma o quanto você é maior que tudo no seu passado. Mas filha, você não precisa provar para mais ninguém além de você mesma. Lucca está tentando te amar, se permita. Eu sei tudo o que ele está fazendo para se livrar e agora para te livrar…

_ Sim, eu sinto no meu coração que devo dar uma chance a tudo isto. Mas quando penso que ele está se relacionando com outra …

Meu pai me olha compadecido. Ele segura minhas mãos nas suas que estão suadas.

_ Como eu o disse, ele está fazendo de tudo para ser convincente, ele precisa agir com cautela. E você precisa escutar a polícia. Se você não quiser ficar aqui depois que o dispositivo for removido, você terá que ficar sob a proteção da Interpol, pelo menos até a poeira baixar. Você pode ficar comigo se quiser, mas teremos que aumentar o esquema de segurança…

_ Eu não sei o que fazer. Ficar aqui sem o Lucca, sem poder contar tudo para a Lais, será sufocante para mim. Eu vou pensar.

_ Vai ficar tudo bem, eu estou acompanhando tudo de perto. _ Ele apoia minha cabeça em seu peito.

Ele ficou comigo quase toda a tarde, mas teve que ir embora, ele não queria levantar suspeitas. Apesar de toda a segurança, assim que ele partiu um dos seguranças de Lucca me procurou.

_ Leona, prazer em finalmente conhecer você. Desculpe se não sou tão formal. _ Diz o homem alto e forte a minha frente.

_ Olá, eu não faço questão desta formalidade. Você é…

_ Desculpe, eu sou Pietro sou chefe de segurança do Lucca. Eu preciso te mostrar como funciona o bunker.

_ O Lucca tinha mencionado algo no subterrâneo, não achei que realmente fosse um bunker.

Bunker:Abrigo subterrâneo blindado ou fortificado


_ É sim. E também é muito protegido ali embaixo seja em caso de desastres naturais, ou em caso de guerra, então se algum louco conseguir invadir a casa, não conseguirá invadir o bunker de forma alguma. Me acompanhe, você vai entender.

Eu desço as escadas com ele. Por baixo das escadas uma pequena alavanca passa inobservado. Ele me faz ver como funciona, ele abre a pequena porta e entramos para um corredor que se ilumina automaticamente, no fim dele uma grossa porta, e ao lado um painel digital.

_ Aqui estamos Leona, pode ser angustiante a falta de janelas, mas você vai se acostumar, existem painéis que simulam a paisagem que você quiser ver. A porta pode ser aberta apenas pela digital de Lucca acompanhado por uma senha. Ninguém mais pode entrar além dele, e agora você obviamente terá acesso. Você poderá ter acesso com sua digital e senha.

_ Suponho que se somente ele pode entrar aí, não será agora que vou conhecer o lugar …

_ Suponho que se somente ele pode entrar aí, não será agora que vou conhecer o lugar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s