Amor Intenso Amor – Capítulo 44

Um frio me consome enquanto sou conduzida por portas e corredores até chegar a uma sala escura. Quando abrem a porta para mim, eu vejo o motivo do meu coração quase parar, ali próximo a uma janela está Lucca, vestido com um dos macacões pretos da prisão. Quando ele se vira, meu coração acelera ainda mais. E tenho a confirmação que realmente ele fica bonito vestindo qualquer coisa. Seu olhar é frio e ele esboça um sorriso com o canto do lábio.

_ Você não devia estar aqui Leona!

_ Você não me deixou escolhas. _a porta atrás de mim é fechada.

Lucca caminha até mim, mas para na metade do caminho.

_ Você está aqui por causa do advogado. Leona eu fiz isto antes de ir para a missão final, depois do nosso encontro na Grécia, eu tinha motivos fortíssimos para…

_ Você não precisa mais fazer. Você está vivo. Não quero seu dinheiro, não quero seu sobrenome em nossa… em minha filha Chiara…

Ele estreita o olhar, vejo ele apertar os punhos e respirar fundo.

_ Nada muda. Estou vivo, mas ainda desejo passar setenta por cento do que tenho para você e Chiara. Minhas sobrinhas já estão em posse da parte das empresas que são somente da minha família. Eu …

_ Achei que antes de esfregar seu dinheiro em meu nariz, você pediria um teste de DNA, brigaria por uma guarda compartilhada, na real, qual o jogo agora Lucca?

Ele se aproxima ainda mais de mim, mas ainda mantém um espaço entre nós.

_ Chiara é minha filha, Leona. E você não pode negar isto! _ ele parece se conter enquanto me diz.

_ De qualquer maneira não quero que ela tenha seu sobrenome. Ela correrá risco por ele…

_ Você se engana, o sobrenome vai também protegê-la. Eu não digo que os riscos acabaram, você mesma sabe que eles podem surgir quando menos esperamos. Mas eu continuo respeitado na Máfia e também na Interpol, não sou mais um agente, eu desisti, mas a partir de hoje também não serei um Boss. Meu estilo de vida ainda será visto pelos de fora como um Chefe da Máfia, mas isto não me importa. Além do mais, todos já sabem que estivemos juntos, e que você está gravida, não deixa muito a duvidar aos possíveis inimigos. Saiba que minha fonte de dinheiro é limpa. E posso proteger você e nossa filha…

_ Ainda tentando se casar comigo? Você é um homem casado agora Lucca…

_ Você também, com Alef! Não esqueci que ele estava quase te fodendo quando eu cheguei em sua casa na Grécia. E você estava gostando… _ ele faz uma pausa, seus olhos são pura raiva, ele continua _ eu estava observando de fora antes de entrar na casa.

Uma raiva ainda maior me consome.

_ E mesmo assim você quis transar comigo? Para me marcar? Foi por isto, não é mesmo? Uma questão de orgulho, apenas ego!

Ele se aproxima sentindo meu perfume, ele se abaixa e se aproximando do meu ouvido diz:

_ Eu apenas fui te mostrar a quem você pertence, a quem você vai sempre pertencer mesmo que se case com outro.

Eu sinto o hálito quente próximo demais, um arrepio me invade e tudo o que quero é que ele me curve na mesa que está aqui nesta sala e me foda até eu perder os sentidos. Ele alisa meu rosto demoradamente, seus dedos alisam meu lábios e ele fixa o olhar no meu.

_ Eu imploro Leona, por nossa filha, que você aceite minha proteção e minha ajuda no que precisar.

O tom dele era de quem estava indo embora para sempre e isto me deixava angustiada.

_ Eu quero um teste de DNA, só depois disto aceito o que você propôs. Mas quero uma declaração que você jamais tentará tomar Chiara de mim. Afinal, você tem meios para conseguir isto…

Ele tira a mão do meu rosto, como seu eu fosse lava incandescente.

Ele tira a mão do meu rosto, como seu eu fosse lava incandescente

_ Non provare de farmi arrabbiare. Non provocarmi Leona. Non fare uscire il Lupo.

*Não tente me deixar nervoso. Não me provoque Leona. Não faça o lobo sair. *

_ Quero que você tenha certeza se ela é mesmo sua filha…

Quando eu digo isto, ele se aproxima e toca minha barriga, como se fosse uma mágica, Chiara começa a se mover. Durante todas as tentativas que fiz para sentir ela se movendo no último mês, ela o fez justo quando o pai dela tocou minha barriga. As lágrimas descem do meu rosto, Lucca está sorrindo, ele se ajoelha na minha frente e beija docemente meu ventre. Todo meu argumento caiu por terra, pois o laço entre eles já existe, eu querendo ou não.

_ Papa é qui Chiara. Saro sempre vicino a te, anche quando io ci sarò lontano.

*Papai está aqui Chiara. Eu estarei sempre perto de você, mesmo quando eu estiver longe. *

Meu coração aperta ainda mais com as palavras dele.

_ Eu não vou te afastar dela, Lucca. Você é o pai, eu realmente não tenho como negar isto.

Ele se levanta e me encara como se estivesse escolhendo o que diria a seguir.

_ Mesmo que você não se oponha, eu decidi que farei o papel de pai, cuidarei de Chiara o máximo que eu puder, nada faltará para ela. Mas talvez, seja melhor que ela seja crescida longe de mim, que ela fique com você…

_ Você não era o homem que ao terminar toda a missão ficaria comigo, e seria um pai presente para nossa filha? Agora você é o homem que decide tudo por nós, faz as escolhas que bem entende sem me consultar…

Ele dá um murro na mesa. Eu me assusto e ele me olha imediatamente.

_ Desculpe-me Leona. Mas não é o momento para conversarmos, eu devia ter dito que não te receberia aqui…

 Mas não é o momento para conversarmos, eu devia ter dito que não te receberia aqui

_ E eu que pensava que sua recepção seria melhor. _Eu me viro para a porta e ele me alcança o braço me virando para ele.

_ O que você quer Leona?

_ Nada!

Ele segura meu pescoço entre suas mãos com uma leve pressão que faz minha calcinha molhar.

_ Eu sei exatamente o que você quer ver, o que você quer sentir, o que você quer que eu diga. Você veio até aqui para isto…

Ele me empurra para a parede pressionando seu corpo no meu, me beijando de forma possessiva. Sua ereção enorme evidente por debaixo daquela roupa. Eu preciso de respostas, mas preciso muito mais dele dentro de mim. Eu tento abrir o zíper do seu macacão, sinto ele ficar tenso, ele segura minha mão antes que eu pudesse despi-lo. Ele me beija os dedos e me gira contra a parede, ele lambe meu pescoço, morde minha orelha e sussurra.

 Ele me beija os dedos e me gira contra a parede, ele lambe meu pescoço, morde minha orelha e sussurra

_Aconteça o que acontecer, concentre-se em mim dentro de você. Não pense nada, não agora, nada de perguntas. Eu preciso de você, você é minha, eu sou seu. Nunca se esqueça…

Ele me gira novamente de frente para ele, ele alisa meus seios e desce suas mãos para os meus quadris, subindo meu vestido. Ele tira a minha calcinha deslizando-a por minhas pernas de maneira lenta e depois ele a coloca no bolso do macacão.

Ele continua ajoelhado, beijando e lambendo minhas coxas.

_ Abra suas pernas para mim, quero lamber cada centímetro da sua buceta…

Eu obedeço prontamente e continuo observando, ele sobe uma das minhas pernas em seu ombro e seus lábios macios e quentes caem sobre meu íntimo. Sua língua gira em meu clitóris e eu começo a gemer.

_ Shhh, se segure amor. Ou vão achar que estou te matando. Normalmente teremos o tempo que quisermos, cortesia do capitão. Mas se você se exaltar podem vir ao seu socorro. _Ele mordisca minha coxa.

Ele volta a me chupar, lamber e mordiscar, eu rebolo em sua boca. Meu corpo está febril e eu o desejo mais do que nunca. Ele aprofunda sua língua e eu tremo em sua boca, ele segura com força meus quadris. Eu gozo e ele não me abandona até absorver a última gota.

Ele se levanta, uma de suas mãos vai para o meu cabelo que ele envolve em seu punho, a outra mão ele acaricia minha buceta, recolhendo o que ainda está escorrendo de mim. Ele enfia seus dedos em minha boca e eu chupo despudoradamente, enquanto seus olhos pesados me admiram com luxúria. Dos seus lábios escapa um gemido.

_ Eu nunca vou me esquecer desta visão, você fica incrivelmente sexy desejando meu pau dentro de você

_ Eu nunca vou me esquecer desta visão, você fica incrivelmente sexy desejando meu pau dentro de você.

_ Então me dê o que você tem para mim, Lobo… eu estou bem aqui…

Ele morde meu lábio e desce chupando meu pescoço, meus seios.

_ As marcas que deixei em sua pele devem ser renovadas amore mio…

_ As marcas que deixei em sua pele devem ser renovadas amore mio

Eu aperto seu ombro quando ele volta a beijar minha boca. Eu finalmente abro zíper do seu macacão abaixando meu olhar para o seus quadris. Ele está completamente nu segundos depois, sua ereção finalmente livre. Mas quando subo meu olhar me assusto com o curativo em seu peito. Ele segura meu rosto e me beija, depois sussurra no meu ouvido.

 Ele segura meu rosto e me beija, depois sussurra no meu ouvido

_ Lembre-se do que eu te pedi. Não pense, sem perguntas, somente nós dois e a sensação do meu pau dentro de você…

Eu apenas concordo com um gesto de cabeça. Ele levanta minha perna segurando-a e posiciona sua ereção na minha entrada, deslizando lentamente para dentro de mim me fazendo gemer agarrada nele. Eu me apoio em seus ombros e ele me penetra ainda mais profundo. O ângulo é totalmente novo para mim e a sensação dele me preenchendo por completo me faz querer gritar, mas eu me seguro gemendo o mais baixo que posso.

Ele me empurrava contra a parede, batendo fundo dentro de mim. Não existia resistência alguma, pois eu jamais esperaria um pedido de permissão dele, ele só estava pegando de mim tudo o que a ele pertencia. Ele estava descontrolado e eu queria toda a sua força. Ele era um animal selvagem tanto quanto eu. Seus olhos por um momento buscou os meus, éramos os dois a presa prestes a ser devorada, ambos prestes a serem abatidos. Estávamos repletos de uma paixão descontrolada.

Ele me beijou intensamente e seus movimentos se tornaram intensos, eu estava gozando em sua ereção e ele estava ofegante tanto quanto eu.

_ Venha, eu preciso te apoiar melhor…

Ele me segura em seus braços e me posiciona de barriga para cima na mesa fria de metal no centro da sala de visita, minhas pernas abertas e ele novamente me penetra, eu mordo minha mão ao sentir seu dedo pressionando, circulando meu clitóris, sua outra mão segura meu quadril.

_ Lucca…

_ Eu estou bem aqui querida, dentro de você onde é o meu lugar… Droga Leona, eu não aguento… a maneira como você aperta meu pau assim … assim…

Ele se derrama quente dentro de mim, enquanto ainda estou tendo espasmos em volta dele. Eu abro os olhos e a visão dele é a coisa mais sexy e confusa que eu já vi. Seus malditos olhos azuis me hipnotizando. Ele me puxa lentamente para os seus braços e a ausência dele dentro de mim já me causa uma dor inexplicável. Ele beija meus cabelos enquanto eu tenho minha cabeça apoiada em seu peitoral, eu olho o curativo próximo ao meu rosto, meu peito aperta. Eu penso em perguntar o que houve. Mas ele interrompe meus pensamentos.

_ Eu te amo Leona, eu não devia…

_ Eu te amo Lucca, eu não sei o que está acontecendo, você…

Ele se afasta de mim me ajudando a descer da mesa. Ele me olha de maneira fria, como se eu nada fosse.

_ Não venha mais aqui! Não temos nada mais a ser dito, espero que você mantenha sua palavra, vou pedir o DNA como você quer, mesmo eu achando desnecessário

_ Não venha mais aqui! Não temos nada mais a ser dito, espero que você mantenha sua palavra, vou pedir o DNA como você quer, mesmo eu achando desnecessário. Vou dar tudo o que vocês precisarem para sempre, inclusive proteção.

A maneira como ele me olha, me faz querer chorar. Eu arrumo o vestido enquanto ele termina de se vestir. Estou tremendo com a possiblidade de ele estar querendo me fazer entender que ele será nada mais do que dinheiro na minha conta e não vai nem mesmo lutar para tentarmos algo.

_ Você está me descartando?

Ele aperta sua mandíbula e continua me olhando de maneira fria. Mas não diz nada. Ele apenas faz sinal para que eu saia.

Eu caminho até ele, que permanece imóvel, na sala que antes era palco das nossas luxúrias e gemidos agora ecoava apenas os sons dos meus saltos no chão. Eu aponto o dedo em seu rosto.

_ Você está se vingando? Por ter me visto com outro na Grécia? Que porra de jogo é este Lucca, onde você me vira do avesso, que você arranca meu coração e agora se comporta como se o que tivemos a minutos atrás não significasse nada. Que droga de homem é você?

Ele segura meus pulsos com força. Ele se aproxima do meu rosto, vejo fogo em seus olhos, vejo raiva até mesmo na maneira como ele respira.

_ Eu não consegui me conter, mas eu não deveria ter transado com você nem na Grécia e nem aqui. Por favor não dificulte as coisas, vá embora. Se precisar de algo contate meu advogado ou fale com Pietro. Mas não me procure!

_ Você é um monstro! Como você pode mudar em segundos?

Ele me solta e continua como um iceberg na minha frente. Eu reúno a pouca coragem que me resta.

_ Eu vou embora e para mim acabou para sempre. E não se preocupe, vou manter minha palavra quanto à minha filha, afinal infelizmente você é o pai. Mas terá que ser tudo do meu jeito se você quiser ao menos conhecê-la um dia. E sabe aquele “eu te amo” que eu te disse? Ele é verdadeiro, mas não vai durar para sempre. Pois você acabou de me incentivar a te esquecer. Adeus, Lucca.

Eu saio da sala e caminho rapidamente pelos corredores rumo a saída, encontrando Pietro do lado de fora

Eu saio da sala e caminho rapidamente pelos corredores rumo a saída, encontrando Pietro do lado de fora. Ele não pergunta nada ao me ver, ele abre a porta do carro e eu entro. Quando ele se senta no banco do passageiro ele me passa um pacote de lenços de papel. Eu agradeço e continuo em silêncio.

_ Leona você quer que te leve ao médico? Posso fazer algo para te acalmar?

Eu bufo.

_ Se eu fosse uma bastarda eu te pediria para matar o seu chefe, seu grande amigo. Mas eu não sou assim e ainda amo desesperadamente aquele demônio, mas se você quiser chutar o traseiro dele já ficarei feliz…

Ele gargalha, se vira para mim e me diz.

_ Eu o conheço a bastante tempo para não tentar tal coisa. Sou bom de briga, mas ele é melhor. Se posso te ajudar a pensar melhor, vou te dizer algo que provavelmente ele não quer que você saiba…

_ Você vai correr o risco de desobedecer a ele?

_ Bom, colocando as palavras assim, fica ainda mais grave o que farei. Mas ele é como um irmão para mim, e sei que ele te ama como jamais amou ou amará outra. Então tenho que ver ele feliz e no momento ele não está. Deixe-o, até ele ficar bem novamente. Não é com você, ele está lidando com demônios internos, com todo o stress pelo que ele viveu nos últimos dias. Ele quase morreu, Leona. Ele levou um tiro no peito e ficou em coma por longas horas. Ele sobreviveu por um milagre.

Eu levo minha mão no peito, meu coração parece querer sair da garganta. O meu choro aumenta.

_ Perdão Leona, não quero te fazer se sentir ainda pior. Desejo somente que você não pense que ele ficará assim para sempre. Ele sabe que passará ainda quatro meses dentro da prisão e por mais regalias que ele possa ter lá dentro, ele ainda está em risco, até o julgamento dos envolvidos terminar. E tem o fato dele estar com medo…

_ Medo de que? De descobrirem sobre ele como agente?

_ Não, isto está bem resolvido. Ninguém desconfia de nada. Todos os homens dele como eu, trabalhamos também para a polícia, somos uma nova geração de agentes. Uma esquadra invisível, mas letal no meio da criminalidade. Lucca tem medo por vocês duas. Então tenha paciência, cuide da bebê e deixe o tempo passar. Este não é um final para vocês.

Eu não digo mais nada e ele também não. Eu apenas agradeço silenciosamente por ele ter acalmado meu coração. Lais me liga em seguida e eu peço para ela me encontrar em casa. Eu tinha que desabafar.

No carro a música Amy Lee – Love Exists me faz lembrar de Lucca. E as lágrimas descem dolorosas.

Uma hora depois eu estava sentada no sofá da sala, com Lais caminhando de um lado para outro depois que eu contei cada detalhe do meu encontro com Lucca, inclusive as partes mais quentes.

_ Uau. Leona vocês são intensos! Me deu vontade de ligar para o Paolo, estou com algumas ideias depois de tudo que me contou. Agora falando sério, ele está claramente perturbado, mas te ama mais que tudo. Isto deixou de ser só sexo tanto tempo atrás amiga. Vocês não podem mais negar que existe um amor entre vocês. Eu te aconselho a fazer como Pietro disse, deixar Lucca quieto por um pouco. Ele é um homem forte, ele vai se recuperar em breve e vai te procurar e vocês vão se acertar. Curta Chiara até lá, pense em trazê-la ao mundo em paz. Uma certeza você tem, ele te ama mais que tudo.

Minhas lágrimas praticamente secaram, eu estava ali tentando buscar conforto nas palavras de Lais. Eu obviamente sabia que ele me amava, quando estávamos juntos a conexão era além do nosso físico. Era absurdo como tudo em mim reagia a ele, eu olhava para os meus pulsos marcados, eu sabia que eu estava cheia de marcas dele por toda parte, principalmente cheia de chupões em meu pescoço e seios. Eu passava o dedo pelas marcas e era como se eu ainda o sentisse em mim. Meu medo é que ele desista de mim por querer me proteger. Afinal ele me confessou que na adolescência não se aproximou de mim por medo de me envolver no seu mundo perigoso.

Mas eu entrei pelas mãos de outro e agora ele está fazendo tudo para me tirar disto. Está tentando dar um novo início a nossa filha. Meu coração dói imensamente, ele foi frio comigo por medo, mas eu também o deixei cheio de palavras amargas. Agora eu tinha que esperar o tempo resolver nossos conflitos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s