Amor Intenso Amor – Capítulo 48

Ele abre a porta e segue pelo corredor, logo estamos descendo uma escada para fora do local. Alguns carros estão parados lá fora e assim que nos veem acendem as luzes, eu paro por um momento e ele me olha entendendo o meu medo.

_ São meus seguranças, Leona. Ficam sempre posicionados aqui. Está tudo bem, fica calma.

Eu sorrio sem graça, eu teria que me acostumar com isto. Nossa vida era isto agora, viver sempre fazendo atenção. Ele me beija lentamente e abre a porta do carro dele para mim. Eu entro e ele entra da sua parte dando partida no carro. Ele vai para a casa onde estou vivendo, e algo me passa pela cabeça, minha desconfiança desde que cheguei naquela casa.

_ Lucca, aquela casa onde estou, é sua?

Como esperado, ele aperta o volante e fica tenso. Ele continua concentrado na estrada enquanto me responde.

_ Na verdade, não mais. Ela agora está no seu nome, quando você assinou os papeis aceitando a minha antecipação, esta casa estava incluída. Eu sei que você pouco se importou com o que herdou, mas esta faz parte do patrimônio que pertence somente a você.

_ Não me importa nada disto, você sabe. Eu aceitei seu pedido pelo desespero que vi em seus olhos, por Chiara.

_ Eu estou feliz que você tenha aceitado, fico mais aliviado, se…

_ Lucca, por caridade, não, não me fale isto. Eu não posso imaginar…_ minha voz se engasga.

Ele aperta minha perna e busca minha mão entrelaçando na dele. Ele beija os nós dos meus dedos.

_ Estamos protegidos, por muitas pessoas, por minha equipe de segurança pessoal e também pela equipe da Interpol, eles ainda continuam conosco. Sabem que tenho muitas informações mesmo que eu não seja mais um agente. Sou algo valioso para eles, como fonte e ex-agente. Então vamos ficar bem, Chiara crescerá protegida.

Eu levo sua mão em meus lábios e dou beijo. Ele sorri.

_ Então me diz qual seu plano para me sequestrar? Você sabe que agora temos uma pequena criatura fofa de olhos azuis como os seus, que não poderá ficar muito tempo sem nossa presença?

_Claro. Eu queria levar Chiara e a babá conosco. Mas digamos que as férias com toda a nossa família vão acontecer em breve. Preciso ter certeza de tudo no esquema de segurança. Agora será uma fuga minha e sua. Teremos proteção obviamente, mas se sairmos com Chiara isto terá que ser dez vezes maior e demoraria alguns dias para organizar tudo. Estou pensando em te levar amanhã mesmo e voltamos na segunda de manhã.

_ Você está com pressa?

_ Entenda Leona,não vou mais perder um minuto, eu estou determinado em te fazer feliz. Em ficar do seu lado, em superar nossos problemas. E tem algo que preciso fazer que vai resolver tudo isto em poucas horas.

_ Eu tenho que me assustar?

_ Você tem que pensar apenas em ser feliz comigo.

Ele encosta o carro na frente de casa, abre a porta para mim e entrega a chave para um dos seguranças. Ele me espera abrir a porta com as minhas chaves, então eu provoco.

_ Você não possui mais as chaves?

Ele sorri e me afasta da porta, ele caminha até a estátua de Leão na entrada e gira-a lentamente. A porta faz um bip e ele se aproxima do painel digital. Ele coloca o polegar e a porta se abre. Sem que eu tenha que usar minhas chaves ou senha.

_ Quantas vezes você bancou o pervertido e entrou aqui para me espiar?

_ Eu não tirei minha permissão de entrada por dois motivos, seria impossível fisicamente por eu estar na Grécia quando pedi que te trouxessem para cá. E outro motivo foi que quando tive a oportunidade de fazer eu optei por deixar, para no caso de uma urgência eu poder ter acesso mais rapidamente na casa. _ ele responde seriamente.

Caminhamos para dentro e ele me puxa para os seus braços.

_ Podemos passar no quarto da Chiara para observá-la?

Eu sorrio com seu pedido doce. Eram coisas que para mim era rotina, mas para ele era algo excepcional, eu concordo com a cabeça, e ele sorri.

_ Vamos matar a babá de susto, ela dorme no quarto da nossa filha quando eu não estou em casa.

_ Você não tem o sistema de vídeo do quarto?

Eu concordo e entrego o tablet para ele. Ele logo acessa o aplicativo da tele câmera e dá o zoom no berço de Chiara, que dorme serenamente, ele sorri olhando a tela, e eu fico boba admirando a beleza dele. Ele levanta o olhar e sorri para mim.

_ Este seu olhar está me convidando, Leona…

Ele solta o tablet e me puxa para ele. Eu tento escapar, mas ele é mais rápido e muito mais forte.

_ Na verdade sim, te convido para um banho e ir para a cama. Eu preciso tirar este casaco, estou começando a suar aqui dentro.

_ Não grite!

_O quê? _ Ele me levanta em seus braços

Antes que eu pudesse me recuperar do susto, ele nos leva para o meu quarto fechando a porta atrás de si. Ele abre o zíper do casaco quando me coloca no chão, ele faz de uma maneira tão lenta que me faz ofegar. Ele está concentrado no movimento dos meus seios subindo e descendo. Eu admiro seu dorso nu, as calças parando de maneira sexy em seu quadril. Eu fecho os olhos por um segundo tentando controlar minha respiração e quando abro, ele está a centímetros da minha boca.

_ Eu não consigo me controlar, eu queria te deixar tranquila. Mas seu corpo está chamando pelo meu amore mio. Sinto seu cheiro de excitação e eu estou ficando duro. Vou te foder na parede do banheiro até te saciar por completo, para dormirmos tranquilos depois.

O seu aviso me faz arfar ainda mais, ele se afasta, tira sua calça lentamente. Um Deus grego, nu na minha frente, com sua ereção imponente mostrando todo o seu desejo. Eu sabia que desta vez ele duraria muito mais após ter gozado já duas vezes na boate. Eu engulo em seco e aperto minhas coxas, ele pega a minha mão e me leva para o box, abrindo a água quente. Ele me puxa para seus braços e sua boca gruda na minha, sua língua me domina em um beijo forte, explorando dentro de mim da mesma forma que ele faz quando está entre minhas coxas, a sensação deixa meus mamilos duros em seu peito. Ele continua segurando forte meu corpo, ele me coloca contra o muro e olhando em meus olhos ele diz.

_Você vai querer gritar, mas não pode. Não estamos sozinhos, não podemos acordar nossa filha. Então me morda se precisar.

Dizendo isto, ele ergue o quadril até poder me penetrar, eu envolvo minhas pernas nele enquanto ele desliza seu comprimento duro dentro de mim

Dizendo isto, ele ergue o quadril até poder me penetrar, eu envolvo minhas pernas nele enquanto ele desliza seu comprimento duro dentro de mim. Eu deixo escapar um gemido e ele invade minha boca. A sensação era ainda melhor do que antes, o movimento dele estava lento, mas atingia o ponto certo a cada estocada, e tudo o que eu pensava era ele me dando mais de tudo aquilo.

_ Que droga é esta? Que feitiço é este Leona? Eu preciso sempre um pouco a mais de você, eu entro em êxtase cada vez que você me aperta dentro de você…

_ Como pode ser tão bom Lucca? Eu … Lucca…

Eu não conseguia pensar mais nada além da sensação dele me preenchendo, se movendo dentro e fora. Das minhas contrações em volta dele, da sua respiração pesada em meu ouvido enquanto eu o mordia, arranhava. Eu gemia baixinho chorando por mais.

Lucca não aumentou o movimento, ele continuou no mesmo ritmo, mas ele gozou ainda mais intenso enquanto trocávamos eu te amo em sussurros, enquanto eu molhava sua ereção tremendo em um gozo intenso. Não tivemos força para mais nada, caímos exaustos na cama, após um banho de verdade.

 Não tivemos força para mais nada, caímos exaustos na cama, após um banho de verdade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s