Amor Intenso Amor – Capítulo 59

Agradeço por estar embaixo do jato de água, pois minhas lágrimas descem ao imaginar que eu também jamais poderia sonhar com tudo o que estávamos vivendo. Depois de tudo o que passei, sempre sentindo o hálito da morte tão perto, ele veio afastando tudo de ruim que eu pudesse temer. Os perigos da máfia mas acima de tudo o medo de amar que me acompanhava.

_ Eu também não me imagina sendo feliz e agora agradeço cada segundo por estar finalmente com você Lucca. _ sou traída por minha voz, ele se afasta e segura meu rosto em suas mãos.

_ Não posso te prometer que será uma vida tranquila para sempre, você sabe disto. Mas prometo que darei tudo de mim para que seja, para que nossa família cresça tranquila e feliz, longe de todo nosso passado. Eu vou montar o maior esquema de segurança que já existiu, já tenho vários projetos de alta tecnologia para nos proteger.

_ Eu confio em você Lucca, de verdade.

Seus olhos me olham profundamente, buscando no fundo dos meus alguma hesitação. Mas ele não encontraria nada ali, pois já não existia dúvida de que meu lugar era a seu lado.

Seus lábios docemente beijam os meus, seus braços fortes me envolvem e eu sinto como se nada pudesse nos atingir, nos ferir ou separar.

Por longos minutos continuamos entre beijos, abraços e caricias

Por longos minutos continuamos entre beijos, abraços e caricias. Até ele me tirar debaixo da água quando nossas caricias começaram a esquentar. Ele me colocou no sofá que ficava diante de uma grande janela para o mar.

Ele se ajoelhou entre minhas pernas e sua língua explorou cada ângulo do meu íntimo molhado por seu toque potente.

_ Lucca, eu não aguento, eu vou gozar…

Minhas pernas tentam se fechar automaticamente quando o calor me invade. Seus dedos continuam acertando o ponto exato dentro de mim, e sua boca mordiscando meu clitóris, eu escorria por seus dedos. Ele estava extremamente excitado quando soltou meus lábios inferiores e subiu seu corpo para cima do meu, sua ereção encostando entre minhas pernas.

Ele beijou minha boca cheio de desejo e quando eu estava pronta para implorar para ele entrar em mim, ele se afasta.

_ Eu tenho mais um brinquedo para você meu amor.

Eu fico ali sorrindo de nervoso imaginando o que ele teria em mente para os próximos minutos.

Eu fico ali sorrindo de nervoso imaginando o que ele teria em mente para os próximos minutos

Ele volta com outra caixinha de veludo, minhas mãos tremem quando ele abre a caixa para mim. Um objeto em formato de “C” sendo a parte de cima mais grossa e a parte de baixo que provavelmente estaria dentro de mim sendo a mais fina. Ele sorri, e busca meu olhar. Eu sorrio para ele, que afasta minhas pernas e certificando-se que eu realmente estava molhada o bastante ele começou a introduzir a parte mais fina em mim, a parte mais grossa fazendo pressão em meu clitóris. Eu tento me acostumar com o objeto.

_ Tudo bem Leona? Respire amore

_ Tudo bem, nada demais.

Ele ergue a sobrancelha e sorri. Sinto um tremor entre minhas pernas.

_ Oh! Lupo você realmente quer me conquistar…_ o delicioso tremor me invade

_ Agora vem a parte mais divertida, vou entrar dentro de você e nós dois vamos vibrar juntos literalmente e você vai gritar de prazer, e vai pedir por mais antes mesmo de eu ir fundo na sua buceta.

Dizendo isto ele se posiciona na minha entrada, onde o fino pedaço do objeto está colocado dentro de mim. Sinto sua glande inchada pressionando e depois deslizando para dentro, quando ele entra os primeiros centímetros ele aumenta a vibração e eu cravo minhas unhas nele, que sorri e me beija lentamente, empurrando um pouco mais os seus quadris.

_ Lucca isto é uma tortura… nossa… delícia…

Ele sorri e sussurra em meus lábios.

_ Decida-se amore mio, uma tortura ou uma delícia?

Ele movimenta ainda mais o quadril e entra mais um pouco, ele se move lentamente as vibrações começam a oscilar e eu prendo a respiração e fecho os olhos.

_ Olhe para mim Leona…

Eu abro meus olhos e ele com um golpe forte entra até o talo dentro de mim, me fazendo gritar de prazer.

_ Oh! Lucca, Lucca…

Ele continua as estocadas precisas, fortes cheia de tesão. Minhas entranhas contraem desesperadamente em volta de sua ereção, sentindo as vibrações em nossos corpos, Lucca se movia com certa dificuldade por eu estar extremamente apertada por todos os orgasmos precedentes. Ele pragueja e toma meus lábios em um beijo e continua seu ritmo me fazendo ter outro orgasmo me acompanhando em seguida, ele fica ainda mais duro e pulsa dentro de mim, sinto seu gozo quente me preenchendo. Nossos corações acelerados. Ele segura meu rosto em suas mãos.

_ Eu te amo imensamente amore mio.

_ Eu também te amo Lucca, mais do que você possa imaginar.

Ele me puxa para os seus braços, depois ele me ajuda a levantar e vamos para a cama, ele retira o vibrador de dentro de mim delicadamente, depois ele me puxa para os seus braços. Eu fico apoiada em seu peito, até nos acalmarmos.

Começamos a dormir abraçados, quando um vento forte bate as janelas. Uma forte tempestade em fúria nos faz levantar, fechando todas as janelas. Antes de trocarmos qualquer palavra o telefone de Lucca toca insistentemente.

Ele responde ao telefonema, seu rosto está sério.

_ Não eu não ouvi o telefone tocar antes. Dois dias? Isto é sério? Nenhuma previsão de melhora?

Ele faz uma pausa e se aproxima da janela ao meu lado. A chuva cai violentamente, relâmpagos e trovões acompanham fortes rajadas de vento. Ele desliga o telefone e me olha preocupado.

_Leona, eu sinto muito, não poderemos ir embora amanhã cedo. Os voos estão cancelados até depois de amanhã. Podemos tentar ir de carro se você quiser ir embora…

_ São mais de nove horas de carro Lucca…

_ Eu sei amor e corremos risco de que algumas estradas estejam fechadas por causa da chuva. Eu sei que você não quer ficar longe da Chiara e nem eu…

_ Lucca ela está bem protegida na nossa casa com os futuros padrinhos dela. Paolo é um agente bem treinado da Interpol. Lais não é treinada, não sabe atirar, mas ela é uma bomba relógio para proteger os que ama. E ela ama infinitamente nossa Chiara. Vai ficar tudo bem. O esquema de segurança da casa é eficiente e você o reforçou antes de sairmos. Podemos fazer outra chamada de vídeo para eles amanhã de manhã. Não se sinta culpado, você não poderia imaginar que o tempo mudaria e eu estou feliz por estar com você.

_Você tem razão querida. Mas tem um detalhe nisto tudo…

_O que?

_Estes dois dias não teremos muito o que fazer pela cidade chuvosa. Mas teremos muito o que fazer aqui dentro deste quarto…_ele aperta meu mamilo entre seus dedos.

_Eu não vejo problema algum nisto.

_Me provoque e você não voltará a dormir.

Ele me segura contra seu corpo, ele se abaixa e seus lábios beijam os meus me fazendo querer aprofundar, mas ele se afasta.

_ Eu posso continuar, mas não iremos dormir tão cedo. Quero você descansada para o que vou preparar amanhã.

_ Você tem mais brinquedos?

_ E você gostaria que eu tivesse? _ ele sorri

_ Talvez… e talvez eu possa fazer outro show para você…

_ Faça e corra o risco de ser devorada, minha querida.

_ Vou pensar nisto. _Eu aliso seu pau e ele me empurra na cama, caindo sobre mim.

_ Você quer realmente me testar, quer saber se dou conta de te fazer gozar novamente?

Os dedos dele passeiam entre minhas coxas e eu as abro. Um de seus dedos entra profundamente em mim e ele sorri constatando que estou molhada. Era fácil estar molhada sonhando com ele e acordando com seu pau roçando em meu corpo. Ele se gira e se deita, me colocando em cima dele, ele puxa meus quadris para sentar-se em sua boca. Obedeço prontamente e sua língua não me dá paz. Ele chupa e lambe toda a minha abertura. Meu clitóris lateja e eu sem vergonha alguma toco desesperadamente meu clitóris enquanto sua língua se aprofunda dentro de mim, suas mãos fortes apertando minhas coxas me mantendo segura. Minhas mãos estão segurando firme a cabeceira da cama e minha respiração está ofegante.

Ele circula a língua dentro de mim e eu tenho um squirting em sua boca. Ele chupa com força recolhendo cada gota em sua boca, se deliciando com tudo de mim. Ele diminui a velocidade de seus lábios em minhas carnes trêmulas até eu me acalmar.

Depois eu me levanto e nos beijamos com voracidade, gemendo um na boca do outro de tanto tesão. Eu me afasto e desço seu abdômen definido beijando e chupando cada centímetro de sua pele, ele geme, segurando meus cabelos. Eu seguro sua ereção em minhas mãos, subindo e descendo, ele movimenta os quadris. Eu molho meus lábios e beijo delicadamente sua glande e depois eu engulo até o talo controlando minha respiração, abrindo minha garganta para acomodá-lo. E começo o vai e vem indo profundamente.

_ Cazzo Leona… basta amore … voglio godere dentro di te.

*Que cacete Leona… chega meu amor… quero gozar dentro de você. *

Um arrepio me percorre todo o corpo. Ele endurece ainda mais em minha garganta, faço os último movimentos. Ele me puxa para ele. Mas eu dito o ritmo e a forma. Ele agora está sentado na beirada da cama e eu viro de costas para ele, permitindo a ele uma bela visão da minha bunda. Eu seguro sua ereção e a deslizo para dentro da minha buceta. Eu subo e desço sem parar, as mãos dele seguram com força meu ombro tentando controlar meus movimentos, mas ele se perde em algum momento. E mostra que ele também perde o controle do seu corpo gemendo meu nome. Eu subo o desço com força, rebolando e apertando o seu comprimento. Ele começa a gozar, mas segura forte os meus quadris e dá estocadas finais até o fundo me fazendo gozar novamente com ele.

Ele me puxa para os seus braços, estávamos tão fracos que nem falamos nada mais. Apenas adormecemos.

 Apenas adormecemos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s