Amor Intenso Amor – Capítulo 60

Quando acordei, Lucca não estava na cama imaginei que ele estaria no andar de cima, eu fui para o banheiro, tomei um banho rápido. Escolhi uma lingerie branca toda transparente, eu admiro o anel em meu dedo. No fim do ano finalmente eu serei esposa de Lucca DiSantis. Confiro novamente minha imagem no espelho, pego uma garrafa de água e subo para o andar de cima, nada de Lucca.

Quando estou para descer escuto o barulho da porta no andar de baixo, desço as escadas para me deparar com Lucca apenas de shorts de treino, sem camisa, todo suado. Assim que me vê ele sorri.

Buon giorno Amore mio. Como você pode ser tão bonita e sensual já de manhã?

* Bom dia, meu amor*

_ Bom dia amor. Simples, isto é o resultado da noite anterior que foi maravilhosa.

Eu me aproximo dele que se abaixa um pouco para me beijar rapidamente.

_ Eu estou todo suado querida, tive que ir para a academia.

_Extravasar suas energias comigo não foi o bastante?

Ele se aproxima ainda mais de mim, suas mãos alisam as laterais do meu corpo, seu olhar demora passeando por cada centímetro que a renda não escondia. Ele me pressiona contra ele e sinto o quão duro ele está.

_ O fato é que você é um afrodisíaco potente para mim. Ereções matinais são normais, mas acordar com você nua se esfregando involuntariamente no meu pau é algo que preciso me acostumar, porque ainda me deixa muito louco querendo me afundar dentro de você, deslizar meu pau por sua buceta molhada, apertada e macia.

As mãos dele vão para o meu cabelo e ele finalmente aplaca meu desejo por um de seus beijos potentes

As mãos dele vão para o meu cabelo e ele finalmente aplaca meu desejo por um de seus beijos potentes. Sua língua passeia por minha boca, acariciando a minha, eu aliso suas costas, inalando o cheiro do seu perfume misturado ao seu suor e a fumaça do seu cigarro de baunilha. Ele ainda continuava nervoso e eu não entendia o motivo. Ele me pega em seus braços e me coloca na mesa perto da janela, ele gentilmente abre as minhas pernas e suspira. Seus olhos estão fixos no meu.

_ Eu devia ser romântico, te trazer rosas, trazer um café da manhã, afinal você me disse Sim ontem à noite, aceitou ser minha esposa. Mas o fato é que eu estou faminto de você e pretendo me saciar querida, entenda que foram meses longe. Prometo que serei um cavalheiro após estar saciado.

_ Eu já disse que amo seu lado selvagem lobo, não aguento te ver faminto…

Ele dá uma risada e abaixa entre minhas coxas, seu rosto bonito se aproximando da minha púbis me faz morder os lábios da ânsia por sentir. Logo seus dedos estão abrindo meus lábios inferiores e sua língua está contornando meu clitóris, ele desliza por toda minha pele, depois a enfia profundamente buscando em minhas entranhas meus fluidos como se ele dependesse disto para viver. Gemidos de um desejo incontrolável me escapam da garganta, meu corpo está tremendo com suas caricias.

_ Lucca eu preciso te sentir.

_ Não antes de fazer você gozar querida, você está tão perto, não vou te deixar agora. _ele volta suas caricias para o meu clitóris.

A pressão crescente logo me faz sentir um calor por todo o corpo, uma vontade de ser preenchida por ele me consome, enquanto estou gozando imploro.

_ Agora por favor, agora…

Ele puxa meu corpo para ele, ele encaixa minhas pernas em suas coxas e me penetra enquanto meu quadril se eleva da mesa junto com seus movimentos. Ele me preenche perfeitamente, seus golpes são passionais, ele segura delicadamente meus quadris e me inclina a cada movimento me fazendo tremer.

_ Esta visão é magnifica, você me sentindo dentro, se contorcendo sob meu toque. Eu te amo desesperadamente, eu te desejo infinitamente amore mio.

_ Lucca eu te amo… isto mais forte, isto…

Meus espasmos em volta de sua ereção são contínuos, eu sinto cada centímetro dele dentro de mim, ele acerta tudo dentro de mim, me dando tudo dele. Eu cravo minhas unhas em seus antebraços, eu busco seu olhar e ele está me admirando cheio de desejo, ele está ofegante tanto quanto eu, nossos corpos ao limite, ele pressiona meu clitóris com um de seus dedos, e o circula lentamente ao mesmo tempo, o gesto tão certeiro fez meu corpo liberar um orgasmo potente, ele reúne todas as suas forças e me penetra mais algumas vezes até perder a batalha ao preencher com seu gozo. Ele me puxa para um abraço se mantendo ainda dentro de mim, nossos corpos unidos, em espasmos, molhados do nosso gozo.

_ Ah! Leona, como eu pude viver sem você? Como eu pude me enganar que seria apenas uma noite e tudo desapareceria dentro de mim? Eu devia saber, já no dia da festa de máscaras que eu estava perdido, enquanto eu te penetrava na mesa do meu escritório, enquanto eu estava perdido no vai e vem de seus quadris, seus seios balançando a cada estocada minha. Ali você me enfeitiçou, e eu devia saber que é amor para toda a vida.

_ Eu sonhei muitas vezes com você, o Adrian da nossa adolescência. E em todos os momentos daqueles meus devaneios eu imaginava como você estaria naquele momento, depois de tantos anos. Eu delirava um dia te encontrar e quem sabe você me mostraria tudo o que seus olhos azuis sempre quiseram me dizer. Eu sonhava em ser sua, mesmo sem imaginar que isto um dia aconteceria.

Ele sorri com minha confissão. Por muito tempo eu neguei a mim mesma a acreditar que isto poderia ser real. Ele era uma paixão de adolescência, um amor platônico, eu desejava que ele fosse o primeiro beijo, a primeira transa. Mas naquele momento olhando em seus olhos eu só podia agradecer pois ele seria o último, seria por toda a vida e a certeza era sempre crescente. Não era somente o sexo que nos ligava de maneira profunda. Existia sempre uma conexão absurda no que pensávamos e como reagíamos um ao outro.

Nosso dia foi intenso como tudo entre nós. Curtimos o dia chuvoso embaixo de cobertores, nos lençóis da cama, em banhos quentes, muitos beijos e sexo.

Fizemos os planos para o batizado de Chiara e também onde realizaríamos o nosso casamento no fim do ano. A ilha foi a escolha perfeita, foi lá que ele confessou o que sentia, me mostrando um pouco do que ele sentia por mim e quem ele era.

Dois dias a mais do previsto, foi o bastante para Lucca me deixar ainda mais apaixonada. Fizemos algumas chamadas de vídeo para Lais. E mesmo a saudade de Chiara sendo evidente, estávamos aproveitando o momento.

Estávamos no voo de volta quando Lucca tentou me agarrar para uma transa rápida. Mas para a decepção dele não sairia como ele gostaria. Segurei suas mãos atrevidas entre minhas coxas.

_ Não. Agora não vai acontecer.

_ Eu te machuquei hoje de manhã? _Ele me encara preocupado.

_ Não Lucca, eu estou menstruada.

Ele me olha por alguns segundos.

_ Você está com cólicas? Precisa de algum remédio? Eu posso fazer algo para te ajudar?

_ Não meu amor. Está tudo bem. Estou com cólicas, mas vai passar. Eu já tomei remédios, sempre tenho na minha bolsa.

Ele me puxa para entre suas coxas e alisa delicadamente meu pescoço. Suas mãos fortes me tocam suavemente e eu automaticamente abaixo, me inclinando um pouco para frente. Ele continua desfazendo os nós que se formaram nas minhas costas logo abaixo da nuca. O seu toque determinado faz a justa pressão que preciso e isto me faz gemer.

_ Te aconselho a não gemer desta forma, ficarei ainda mais excitado.

_ E se eu quiser você excitado?

_ Não vamos…

_ Eu posso te fazer um boquete e tem muitas outras maneiras de chegarmos ao prazer mesmo eu estando menstruada Lucca.

_ O fato Leona, é que não farei nada com você sentindo dor. Por mais excitado que eu esteja não vou tocar em você. Então se contente com meus carinhos, meus beijos e meu colo.

Ele beija minha nuca e suas mãos acariciam os meus mamilos sob o tecido da minha blusa.

_ Este voo vai realmente ser longo.

Ele dá uma risada e me puxa ainda mais para me aconchegar em seu colo. Eu me aninho nele.

Eu acordo com ele me chamando, estou na outra poltrona que está reclinada. Eu com certeza estava babando e provavelmente estou uma bagunça.

_ Desculpe amor, mas você tem que colocar a poltrona na posição, estamos para aterrissar. Eu quis te deixar dormir o máximo. Prometo que assim que descermos você pode dormir no carro até sua casa.

Eu levo um segundo para processar, eu dormi toda a viagem, os meus remédios geralmente eram muito fortes. Mas com certeza o cansaço de toda nossa extravagância sexual também contribuiu para o meu desmaio de sono. Eu presto atenção nas suas últimas palavras.

_ Você quis dizer “nossa” casa Lucca. Eu não quero que você vá embora. Eu sou sua noiva agora, sou a mãe da sua filha e não temos mais motivos para ficarmos longe. Ou você vem ficar com a gente ou eu e Chiara vamos ficar com você!

Ele se inclina sobre mim e puxa meu cinto de segurança fechando-o. Ele olha em meus olhos, depois para os meus lábios. Ele beija minha boca violentamente, sinto todo seu desejo e paixão. Então segundos depois ele se afasta como se nada tivesse acontecido, se sentando calmamente e apertando seu cinto de segurança.

_ Tu sei il Boss amore mio. Sono sotto il tuo comando. Non vado da nessuna parte, resto com te e nostra figlia.

*Você é a chefe meu amor. Estou sob seu comando. Não irei a lugar algum, ficarei com você e nossa filha. *

Sua fala nos faz sorrir, meu coração acelera com tanto sentimento, tudo finalmente estava andando como eu esperava e desejava.

Sua fala nos faz sorrir, meu coração acelera com tanto sentimento, tudo finalmente estava andando como eu esperava e desejava

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s