Amor Intenso Amor – Capítulo 70

Alguns minutos depois e algumas manobras o helicóptero estava sendo aberto para nossa descida em terra firme. Ele segura minha mão e me acompanha para dentro de uma luxuosa mansão. O luxo é ao estilo Lucca DiSantis, ele me analisa enquanto eu entro por cada cômodo da casa.

_ Gostou?

_ Gostou?

_ É enorme Lucca. Você alugou esta casa somente para nossa Lua de mel? Eu tenho que me preocupar?

_ Sim. Eu vou fazer você gritar desesperadamente. Estamos sozinhos aqui até amanhã. Obviamente existem alguns dos meus seguranças por aí, mas não entrarão na casa. O máximo podem escutar algum grito seu aqui e ali, mas nada que não possam lidar.

 O máximo podem escutar algum grito seu aqui e ali, mas nada que não possam lidar

_ Boa tentativa Senhor DiSantis, mas quero saber sobre o que te perguntei.

_ Já me conheces tão bem! Esta casa pertence a minha família. Passávamos férias aqui com meu pai e minha mãe quando éramos pequenos, nosso momento extremamente feliz. Na verdade, ficou de herança para o meu tio, mas ele me deu ela de presente antes de nos casarmos. Ele quer que aproveitemos aqui com a nossa família.

_Eu fico feliz amor, poder ver você ser pai onde você foi tão feliz quando era criança.

Ele me beija e alisa meu rosto. Ele estava com calça e camisa de linho em cores claras. Eu usava um vestido branco colado no meu corpo. A lingerie embaixo de tudo o deixaria bem animado quando resolvesse descobrir o que eu estava escondendo ali. Um espartilho de renda transparente, cinta ligas e calcinha brancos. Meias 7/8 nude.

Ele beija meus lábios, aprofundando cada vez mais à medida que suas mãos buscavam cada curva do meu corpo.

_ Precisamos ir para o quarto, é nossa primeira vez de casados e quero fazer isto de uma maneira que seja inesquecível.

Ele se afasta de mim quando diz isto e caminha em direção ao bar ao ângulo. Ele está visivelmente nervoso.

_Preciso de uma bebida. Você deseja algo?

Ele pergunta enquanto despeja uísque em um copo com gelo, ele realmente está nervoso nunca vi ele colocar gelo em seu uísque.

_Sim, um uísque, mas sem gelo.

Ele sorri e despeja o uísque em outro copo para mim. Ele me entrega o copo sem gelo e levanta-o para um brinde, depois o bebe lentamente, olhando meu corpo. Naquele momento eu já não sabia se era o uísque ou seu olhar que estavam me deixando totalmente quente. Ele segurou minha mão me levando com ele.

Subimos as escadas e a ânsia por incrível que pareça tomou conta. Já tínhamos transado de todas as formas possíveis e impossíveis, ao menos quase todas. Mas parecíamos estar em uma relação em que aconteceria pela primeira vez.

Ele abriu a porta e ficou segurando para eu entrar. O quarto era espaçoso, bem iluminado visto que a lua estava cheia clareava tudo dentro dele. As janelas escancaradas aplacavam o calor daquela noite quente.

Uma grande cama com lençóis brancos e bem arrumados estava a nossa espera. Lucca se aproximou novamente, levou seu copo nos lábios e sem tirar seu olhar do meu lambeu seus lábios no fim, o gesto tão simples foi extremamente sensual. Ele apoiou seu copo ao lado da cama, e me beijou com desejo. O sabor quente do uísque em seus lábios, sua língua deslizando em cada ângulo da minha boca me deixou mole em seus braços, ele começou a me despir e a cada peça que caia no chão ele me dava um beijo quente, molhado e safado. Eu também não fiquei atrás tirando cada peça de suas roupas. Quando ele olhou a minha lingerie ele suspirou pesadamente.

_Você quer me matar, Leona você está maravilhosa! Não vou ter coragem de tirar isto de você

_Você quer me matar, Leona você está maravilhosa! Não vou ter coragem de tirar isto de você. Quero te foder enquanto você usa isto.

_Nem a calcinha você quer que eu tire?

Ele está totalmente nu e sua ereção está potente, sua glande está inchada e a uma gota transparente sai dela. Dou uma lambida em meus lábios e ele sorri.

Ele se aproxima, seus dedos hábeis acariciam meu clitóris sob a renda. Eu estou ansiosa por mais e me pressiono nele. Os dedos deles se enroscam na renda e a arrebentam.

_ Agora está perfeita, a calcinha atrapalharia. Sugiro que nos próximos dias você as ignore…

_ Somente se você deixar suas cuecas de lado.

Ele sorri e mordisca minha orelha.

_ Tudo o que minha esposa desejar, eu farei.

Um arrepio me percorre o corpo. Eu aliso sua ereção e ele joga sua cabeça para trás, eu faço movimentos curtos, alternados com longos e lentos, enquanto eu o beijo. Quando ele fica ainda mais duro e inchado ele se afasta. Ele se abaixa e pega o copo de uísque, ele bebe o restante da bebida e pega um gelo com sua língua, a imagem me faz contorcer nos lençóis.

Ele se abaixa lentamente e passa o gelo no meu pescoço, descendo pelo decote do meu corpete, depois ele delicadamente o afasta expondo meus seios. Ele brinca com o gelo em meus mamilos que endurecem em contato com o gelo frio, ele abaixa e os chupa demoradamente. Depois ele desliza o gelo pela minha barriga, beijando cada pedaço da minha pele que o gelo tocou.

_ Eu preciso de você meu amor… quero seu sabor em minha boca. _ ele sussurra com sua voz carregada de desejo

Admirando o meu corpo, ele me alisa, cada curva, abre minhas coxas e sua língua busca profundamente o grito de prazer que me escapa da garganta. Ele pega outra pedra de gelo e acaricia minhas dobras quentes e molhadas por sua língua, ele volta a me chupar e a sensação do frio do gelo e o delicioso calor de sua boca em meu clitóris me faz gemer ainda mais forte. Ele acelera os movimentos, minhas unhas cravam em suas costas, até ele estar chupando com força e um orgasmo potente me invadir. Ele não espera eu me acalmar, ele me beija e depois me olha buscando aprovação eu apenas sorrio. Ele se posiciona e me olhando nos olhos ele desliza para dentro de mim em um golpe certeiro e profundo.

_Ah! Lucca, amore…

_ Ficarei quieto por um pouco para que você se sinta bem…

_ Lucca por favor, mais forte, por favor…

Ele continua olhando meus olhos, suas mãos seguram delicadamente meus tornozelos que estão para cima. E ele acelera os movimentos, eu rebolo buscando alívio e em pouco tempo depois eu estava gozando desesperada, ele abaixa e abocanha meu seio em sua boca.

_ Gostosa. Eu ainda não terminei …

Ele continua seus movimentos, meu corpo em espasmos em volta de sua ereção. Ele pragueja, e continua sempre mais forte, suas mãos alisam meus seios. Ele vai e vem de maneira doce e sensual e isto me deixava ainda mais louca de tesão.

_ Gostosa e todinha minha…

_ Eu te quero profundo amor…

Eu tento me mover, mas a posição não favorece, ele me puxa ainda mais para ele e afunda novamente, desta vez ele geme mais alto. Seu corpo fica tenso e logo depois ele me preenche com seu gozo.

Ele me abraça e beija meus cabelos enquanto nossas respirações voltam ao normal. Eu respiro profundamente, fecho meus olhos e sinto seu perfume, sua pele quente e agradeço por estar em seus braços. Uma nova chance para nós dois e lutaríamos até o fim por este novo começo.

_ Eu te amo Leona não vou me cansar de te dizer isto!

_ Eu te entendo perfeitamente querido, também não canso de dizer o quanto te amo.

Ele sorri e me beija lentamente, me fazendo sentir a esperança que seu coração carrega, transmitindo através seus lábios todo o amor dele por mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s